Pequenos negócios de Goiás poderão ter acesso a crédito com taxas mais baixas nas próximas semanas.

A novidade é por conta do acordo firmado entre o Sebrae-GO e a Agência GoiasFomento, que vai garantir R$ 36 milhões, por meio do Fundo de aval para micro e pequenas empresas (Fampe).

A ação ataca um dos principais obstáculos no acesso ao crédito por parte dos pequenos negócios, que é a exigência de garantia pelas instituições de crédito.

De acordo com o presidente da Agência GoiasFomento, Rivael Aguiar, serão priorizadas operações de até R$ 50 mil.

Quanto aos juros, o presidente explica ainda que os empresários que contratarem com aval do Fampe terão taxas melhores, mas que a Agência GoiasFomento ainda estuda esses parâmetros.

Segundo o diretor técnico do Sebrae-GO, Wanderson Portugal Lemos, o Sebrae funcionando como avalista de empréstimos, trará menor risco para as instituições financeiras, o que pode possibilitar aos empresários acesso às melhores linhas de crédito.

Como vai funcionar

Os MEis, proprietários de microempresas e empresas de pequeno porte precisam procurar as instituições financeiras conveniadas com o Fampe.

Dentro das linhas de crédito ofertadas pela instituição, o empresário faz a solicitação do crédito.

O banco (a Agência GoiasFomento neste primeiro momento) vai fazer a análise e condução do processo de concessão do crédito.

Daí, para a concessão desse crédito, o fundo do Sebrae pode ser usado para avalizar até 80% do valor pleiteado.

O diretor técnico do Sebrae ressalta que o Sebrae não realiza empréstimo, não atua como instituição financeira em nenhuma das etapas de responsabilidade desta.

Os bancos conveniados que decidem pela aprovação do empréstimo e liberam os recursos financeiros para os pequenos negócios.

Linhas de crédito da Agência GoiasFomento

São 5 linhas de crédito na Agência GoiasFomento.

Uma delas é a GoiasFomento Turismo Capital de Giro, para bares, restaurantes, empresas organizadoras de eventos, hotéis e pousadas que participem do Simples, estejam no Cadastur e façam parte das 79 cidades que integram o mapa de Turismo do Estado.

O Microcrédito Produtivo Pessoa Jurídicas (PJ) se destina ao microempreendedor individual (MEI), microempresas e pessoas físicas de segmentos específicos, como profissionais liberais, desde que estes tenham renda bruta de até R$ 360 mil por ano.

Outra modalidade é o Microcrédito Produtivo Pessoa Física (PF), voltado para a pessoa física que trabalha com prestação de serviços.

O CredFomento atende microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas.

A GoiasFomento opera ainda o FCO Capital de Giro Dissociado, para MEI, micro, pequenas e médias empresas.

Os valores disponíveis por modalidade de crédito são os seguintes:

  1. Turismo Capital de Giro, de R$ 10 mil a R$ 400 mil;
  2. Microcrédito Produtivo PJ, de R$ 1 mil a R$ 21mil;
  3. Microcrédito Produtivo PF, de R$ 1 mil a R$ 15 mil;
  4. CrediFomento, de R$ 21 mil a R$ 80 mil;
  5. FCO Capital de Giro Dissociado, de R$ 10 mil a R$ 30 mil.

O que é o Fundo de aval para as micro e pequenas empresas (Fampe)

O Fampe é um fundo que concede aval complementar aos pequenos negócios quando esse não possui todas as garantias necessárias para conseguir um financiamento.

É destinado ao MEI (Microempreendedor Individual), ME (Microempresa) e EPP (Empresa de Pequeno Porte) com faturamento bruto anual de até R$ 4,8 milhões de reais.

Vai atender os pequenos negócios dos setores de comércio, indústria, serviço e as agroindústrias.

O financiamento deve ser solicitado junto às instituições financeiras conveniadas ao Sebrae.

O fundo garante até 80% de um financiamento bancário, limitado a um determinado valor, conforme o porte empresarial e a modalidade de crédito.

Mais informações

Sebrae-GO vai viabilizar financiamentos para micro e pequenas empresas


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook