Semana do Microempreendedor oferece cursos e consultorias gratuitos

Durante a Semana do Microempreendedor os participantes serão capacitados por especialistas do Sebrae - Go que podem alavancar vendas e gerar oportunidades / Foto: Divulgação
Durante a Semana do Microempreendedor os participantes serão capacitados por especialistas do Sebrae – Go que podem alavancar vendas e gerar oportunidades / Foto: Divulgação

A Semana do Microempreendedor Individual (MEI) acontece em todo Brasil com programações em diversas cidades. Em Goiás destacam-se as atividades em Goiânia e Aparecida de Goiânia, com cursos, oficinas e palestras gratuitas, entre os dias 8 a 13 de maio.

A Semana do MEI surgiu para auxiliar a entrada e o bom desenvolvimento do pequeno empresário. Em Goiânia e Aparecida serão realizados diversos cursos, palestras e oficinas, voltados para a modernização da administração do empreendedor, formalização e até a explicação das oportunidades de financiamentos para quem quer iniciar o próprio negócio. Aos empreendedores que possuem dificuldades, querem aperfeiçoar sua divulgação nas Mídias Sociais ou até mesmo desenvolver o próprio site, haverá cursos de capacitação na área. Informações que irão turbinar suas vendas também serão passadas em oficinas em técnicas de vendas.

Mini consultorias serão também oferecidas. Nelas, os participante terão oportunidades de acesso a especialistas que analisam desde nicho de mercado, demandas regionais e valores de produtos e  serviços. A oportunidade promete mostrar os melhores caminhos para quem quer iniciar um empreendimento ou crescer o próprio negócio.

Igor Montenegro, diretor-superintendente do Sebrae-Go declara que a expectativa é atender 7.550 pessoas na Semana do microempreendedor / Foto: Reprodução
Igor Montenegro, diretor-superintendente do Sebrae-Go declara que a expectativa é atender 7.550 pessoas na Semana do microempreendedor / Foto: Reprodução

No total serão mais de 1.100 horas de programações, 300 capacitações ao empreendedor no Estado de Goiás espalhados em 123 municípios. Além dos acontecimentos presenciais espalhados no Estado, eventos e capacitações virtuais também serão ministrados.

As vagas são limitadas, para participar o interessado deve ligar para 0800 570 0800 ou acessar o site.

Mei

Para sair da crise, diversas ideias de empreendimento no comércio e em prestação de serviços surgem como soluções. Porém, o comércio informal é ilegal no Brasil. Para se legalizar todo empreendedor deve possuir Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Antes de 2008 este cadastro era burocrático e caro. Ao surgir a opção do MEI, em 2008, empreendedores que faturam até 60 mil por ano podem serem beneficiados com o programa.

Igor Montenegro, diretor-superintendente  do Sebrae-Go pondera “Quem é empreendedor individual pode se aposentar, ter pensão (em caso de falecimento), licença maternidade. Garante auxílios e direitos da Previdência Social. Além de ter isenção de tributos federais e estaduais” Além disso o pequeno empresário com Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), terá facilitado também abertura de conta bancária, pedido de empréstimos e emissão de notas fiscais, sem dedução fiscal.

Leia Mais: Atenção, Aparecida: um terço de lojas de cosméticos da cidade fiscalizadas é irregular

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

 

Comentários do Facebook