Foi liberado nesta 6ª feira (24) o pagamento do auxílio emergencial para 5,4 milhões de pessoas.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a parcela de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil (mães solteiras) será paga a 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família com NIS (Número de Identificação Social) final 5.

Além disso, na mesma data, mas pela poupança social da Caixa, 3,5 milhões de beneficiários nascidos em fevereiro receberão o dinheiro.

Bolsa Família

O pagamento da 4ª parcela para beneficiários do Bolsa Família começou na última 2ª feira (20).

Ao todo, 19,2 milhões de brasileiros cadastrados no programa vão receber o pagamento até 31 de julho.

A liberação dos recursos segue o calendário habitual do Bolsa Família para todos os integrantes do programa, conforme o último número do NIS de cada beneficiário.

Poupança social

A 1ª parcela será paga para aqueles que não são inscritos no Bolsa Família e fizeram o cadastro entre os dias 17 de junho e 2 de junho.

Para os nascidos em janeiro, o crédito na conta foi liberado no último dia 22.

Nesta 6ª (24), é a vez dos nascidos em fevereiro.

Quem nasceu em março, recebe no dia 29 de julho; em abril, 31 de julho; em maio, 5 de agosto; em junho, 7 de agosto; em julho, 12 de agosto; em agosto, 14 de agosto; em setembro, 17 de agosto; em outubro, 19 de agosto; em novembro, 21 de agosto; e em dezembro, 26 de agosto. O saque em dinheiro será entre os dias 25 de julho e 17 de setembro.

Esse é o 1º ciclo de pagamentos que envolve outras parcelas. Também recebem hoje os beneficiários nascidos em fevereiro que tenham recebido a primeira parcela em abril de 2020. Nesse caso, será feito o crédito da quarta parcela.

Os beneficiários que tenham recebido a primeira parcela em maio de 2020 receberão o crédito da terceira parcela em poupança social digital seguindo o mesmo cronograma.

Esse cronograma também é válido para os beneficiários que receberam a primeira parcela em junho de 2020 ou até 4 de julho de 2020. Nesse caso, será feito o crédito da segunda parcela.

*Redação com informações da Agência Brasil.

LEIA MAIS SOBRE O BENEFÍCIO 👉 Com auxílio bloqueado, 3 milhões deverão ir à Caixa comprovar identidade


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook