Militar morre após ser atingido por acidente em treino de tiro em Formosa

Victor Ferreira Campos morreu após disparo acidental em treino de tiro do Exército | Foto: Reprodução
Victor Ferreira Campos morreu após disparo acidental em treino de tiro do Exército | Foto: Reprodução

Baleado acidentalmente durante um treinamento, um militar de 20 anos de idade morreu na tarde da última quarta-feira, 9, em Formosa.

Victor Campos Ferreira era primo do deputado federal João Campos (PRB-GO).

O rapaz foi atingido durante um treino de tiro no Campo de Instrução da cidade, que fica no Entorno do Distrito Federal.

publicidade

Segundo o Exército por meio de nota, Victor foi atendido por uma equipe médica e levado de ambulância para o Hospital Municipal de Formosa.

O texto ainda relatou que uma equipe de perícia deu início às investigações do ocorrido.

Como o disparo foi efetuado por outro militar e ocorreu dentro das dependências do Exército, não será investigado pela Polícia Civil, mas por um inquérito policial militar.

LEIA MAIS: Homem rouba caminhão, faz refém e é morto pela polícia em Goiânia

“O Comando de Operações Especiais está tomando todas as providências para apoiar a família do militar, através de uma equipe, composta por um psicólogo e um capelão militar”, afirmou.

Deputado federal João Campos (PSDB) | Foto: Reprodução

Treino de tiro com munição letal

Em suas redes sociais, o deputado João Campos lamentou a morte do jovem.

“Nós, da família Campos, estamos muito tristes e de luto”, escreveu o parlamentar.

Ele ainda criticou as circunstâncias do acidente: “Acho um absurdo o Exército, em pleno século XXI, com todos os avanços tecnológicos, utilizar munição letal em treinamento, de qualquer nível”.

Victor

Victor era praça e estava lotado no 1º Batalhão de Ações de Comandos (1º BAC), em Goiânia.

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) levará o corpo da vítima para o Pará, Estado onde reside sua família e onde será realizado o enterro.

 

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter