mulher mantida cárcere privado Aparecida
Mulher que foi mantida em cárcere privado por 5 meses foi salva pela PM | Foto: Divulgação/PM

Uma mulher de 21 anos foi mantida em cárcere privado pelo companheiro durante 5 meses em um apartamento no Jardim Luz, em Aparecida de Goiânia.

A Polícia Militar (PM) resgatou a vítima e prendeu em flagrante o suspeito no último dia 31 de julho.

Segundo a corporação, a jovem relatou que também sofria golpes de facões, além de chutes e socos.

5 meses presa

De acordo com a delegada Ana Paula Machado, responsável pelo caso, a mulher estava presa no apartamento desde fevereiro.

O companheiro, além de prendê-la, ameaçava a vítima de morte caso ela terminasse o relacionamento.

Ainda conforme a delegada, a jovem só poderia sair junto com o suspeito, mas o celular dela ficava com ele.

Para falar com a família, a mulher tinha que usar o telefone do homem, mas somente com a presença dele.

O resgate

A vítima só conseguiu ser salva depois que, sem que o companheiro visse, mandou uma mensagem para a mãe pedindo socorro, que acionou a PM.

A polícia disse que, no local, a mulher disse que não falava e não via a filha havia 15 dias.

Assim que viaturas chegaram ao prédio e acionaram a sirene, a jovem gritou por socorro e os policiais a resgataram.

Foi necessário arrombar a fechadura do local. Ao ser salva, ela disse que o suspeito tinha fugido pelo prédio.

Após buscas, ele foi encontrado em um apartamento no andar superior ao dele. Segundo os militares, o homem estava “agressivo”.

Prisão e apreensões

Em um quarto, os policiais encontraram duas munições, porções de maconha, 3 facões e duas facas grandes.

Preso, o suspeito deve responder por cárcere privado, lesão corporal, ameaça e posse de drogas ilícitas.

apreensões cárcere privado Aparecida
Apreensões feita pela polícia | Foto: Divulgação/PM

PM prende homem em flagrante por estupro em Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook