Olimpíadas terá sua abertura daqui uma semana e mostrará a diversidade cultural do país

O Maracanã será o palco da abertura das Olimpíadas na próxima sexta (5) | Foto: Reprodução
Maracanã será o palco da abertura das Olimpíadas na próxima sexta (5) | Foto: Reprodução

A abertura das Olimpíadas do Rio, que acontecem no próximo dia 5 de agosto, não terá os mesmos recursos que as de Pequim, em 2008, e de Londres, em 2012, tiveram.

Parte disso se deve à crise econômica e política que atingiu o país durante o ano. Ainda assim, a quantia usada para organizar a abertura é significativa: R$100 milhões.

Quem irá dirigir o espetáculo será o trio composto por Fernando Meirelles, Daniela Thomas e Andrucha Waddington, cineastas brasileiros premiados. Os três pretendem apresentar o Brasil e seu povo com criatividade. De esculturas gigantes trazidas do festival de Paratins até as baterias das escolas de samba do Rio, tudo estará presente na celebração.

A cerimônia está programa para começar às 20 horas e deve durar em média 3 horas e meia. O palco usará praticamente todo o gramado do Maracanã e será iluminado por mais de 3 mil refletores.

Durante o show, acontecerá a apresentação conjunta de Anitta, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Clássicos da MPB deverão estar presente na apresentação. “Isso aqui o que é” e “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso, “Aquele abraço”, de Gilberto Gil, e “Construção”, originalmente de Chico Buarque, devem compor o repertório.

LEIA MAIS: Um milhão de trabalhadores foram demitidos no último ano

Olhar para o futuro

A celebração terá a entrada de mais de 45 chefes de Estado e governo, além da bandeira brasileira e olímpica. Os hinos do Brasil e das Olimpíadas serão tocados. O destaque será para a entrada de mais de 10 mil atletas de diferentes nacionalidades que participarão das Olimpíadas.

“É uma cerimônia com olhar voltado para o futuro, ao contrário das anteriores, centradas no passado e que celebraram as conquistas nacionais. O Brasil é mundialmente conhecido pela exuberância natural. É esse o toque brasileiro que vamos inserir. Será um espetáculo teatral, com narrativa estruturada, momentos de clímax, surpresas e outros recursos do teatro grego”, revela Abel Gomes, diretor executivo de criação da cerimônia.

É esperado que cerca de 3 bilhões de pessoas assistam à abertura dos jogos. Para não fazer feio, desde maio os mais de 5 mil participantes, dentre eles dançarinos e voluntários, ensaiam. O ensaio geral deve acontecer nos próximos dias. Nada sobre figurinos, danças e detalhes da cerimônia é revelado, com risco de multa para quem não cumprir a regra.

O Rio será homenageado e adorado em suas belezas naturais e pontos turísticos mais conhecidos, além de seus ritmos musicais mais característicos, como o samba e o funk.

Comentários do Facebook