Ônibus bate em moto, perde o controle e colide em poste em Aparecida

Avenida J-2 ficou parcialmente interditada por mais de 2 horas

Motorista perdeu o controle do ônibus e colidiu contra um poste | Foto: leitor Folha Z
Motorista perdeu o controle do ônibus e colidiu contra um poste | Foto: leitor Folha Z

Um ônibus do transporte coletivo bateu em uma motocicleta, perdeu o controle, subiu no canteiro central da via e se chocou contra um poste.

O acidente aconteceu no início da noite desta quinta-feira, 8, na Avenida J-2, no Setor Mansões Paraíso, bem na divisa com o Papillon Park, em Aparecida de Goiânia.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros chegaram rapidamente ao local.

Segundo socorrista do Samu, o motociclista atingido pelo ônibus sofreu apenas escoriações e foi levado para o Hospital de Urgência de Aparecida (Huapa) para ser submetido a exames.

O condutor do ônibus e os passageiros não se machucaram.

Via interditada

A Avenida J-2, sentido Supermercado Tatico / Parque Veiga Jardim, ficou interditada por mais de 2 horas.

A pista foi liberada totalmente para o tráfego por volta das 20 horas.

Várias pessoas se aglomeraram no local do acidente: Leitor Folha Z
Várias pessoas se aglomeraram no local do acidente: Leitor Folha Z

Acidente grave na capital

Em Goiânia, no Jardim Presidente, ocorreu um grave acidente, também no início da noite desta quinta, entre um ônibus do transporte coletivo e um caminhão.

A colisão causou a morte de 1 jovem de 29 anos e deixou um senhor, de 63 anos, em estado grave.

Grave acidente ônibus caminhão
Grave acidente envolvendo 1 ônibus e 1 caminhão, no Jardim Presidente, em Goiânia | Foto: Bill Guerra

LEIA AGORA: Grave acidente entre ônibus e caminhão deixa 1 morto em Goiânia

Tome nota: colaborou no desenvolvimento desta matéria a liderança comunitária do Cidade Livre, Reinaldo Bispo, e o socorrista do Samu Wender Cebolinha.


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook