Padrasto mata enteada de 1 ano a socos em Goiás

Em vídeo gravado dentro da delegacia, homem confessou que estava bebendo e se irritou porque a menina não queria dormir

Padrasto de 21 anos foi preso após confessar ter matado a enteada de 1 ano e 3 meses em Santa Rita do Araguaia | Foto: Reprodução
Padrasto de 21 anos foi preso após confessar ter matado a enteada de 1 ano e 3 meses em Santa Rita do Araguaia | Foto: Reprodução

Um jovem de 21 anos foi preso após confessar ter matado sua enteada de 1 ano e 3 meses na manhã desta sexta-feira, 19.

O caso ocorreu na cidade de Santa Rita do Araguaia, a 500 km de Goiânia.

Um vídeo gravado dentro da delegacia da cidade mostra o homem relatando como bateu “de mão fechada” na criança.

Ele estava bebendo na rua e, quando chegou em casa, teria se irritado porque a menina não queria dormir.

A princípio, ele chegou a dizer que a criança havia se machucado após cair da cama.

Levada ao hospital da cidade de Ato Araguaia por volta das 4h30, a bebê foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Socos na nuca

Suspeitando da versão oferecida pelo padrasto e pela mãe, médicos da unidade relataram o caso à polícia.

Segundo informações da Polícia Civil de Mineiros, a mulher estava dormindo no momento das agressões e o padrasto disse ter praticado as agressões sozinho.

Na casa, os policiais encontraram uma camisa ensanguentada e marcas de sangue em locais diferentes.

De acordo com o que apontou a investigação, o homem deu socos na cabeça e na nuca do bebê, que morreu devido a um traumatismo craniano.

Jovem é morto a tiros por dupla encapuzada dentro de casa em Anápolis


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook