Passagem volta a R$ 3,30 nessa sexta-feira

Empresas querem cobrar R$ 3,70 por viagem 'confortável' no transporte coletivo em Goiânia (Foto: Reprodução)
Empresas querem cobrar R$ 3,70 por viagem ‘confortável’ no transporte coletivo em Goiânia (Foto: Reprodução)

De acordo com a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), todas as empresas concessionárias do transporte em Goiânia foram notificadas quanto a retorno do valor da passagem para R$ 3,30. Nesta sexta-feira (4), os passageiros da capital já pagarão mais barato pelo bilhete.

A decisão foi do juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual Élcio Vicente da Silva, e determina que, a partir de hoje, o valor seja de R$ 3,30 nos equipamentos embarcados em todos os ônibus e os instalados nos acessos dos terminais e estações de embarque.

O motivo para a determinação foi a falta de investimentos na qualidade do serviço prestado e a sentença determinou a volta do preço até a apresentação de defesa por parte das empresas. Em caso de descumprimento da decisão, a multa foi fixada em R$ 20 mil.

LEIA MAIS: Lava Jato chega à casa de Lula e Polícia Federal leva ex-presidente para prestar esclarecimentos

Décio

Além do aumento, o que mais indignou os passageiros foi a fala do presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Goiânia (SET). Décio Caetano chegou a afirmar que, sem o aumento, era impossível manter o sistema funcionando. “Com a crise econômica, a demanda caiu muito. Apenas neste ano já registramos redução de 8%. De 2009 a 2014 as empresas acumularam prejuízo de mais de R$ 27 milhões de reais”, disse.

O sindicato afirmou que vai recorrer da decisão.

Comentários do Facebook