Paulo tem 10 dias para normalizar coleta de lixo

Crise financeira e administrativa atinge a gestão de Paulo Garcia
Para o MP, população não pode depender das empresas que alugam caminhões de lixo para a Comurg

Paulo Garcia e o presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Nelcivone Melo, têm dez dias (contando de 29 de abril) para adotarem providências, com urgência, para regularizar a coleta de lixo. O Ministério Público (MP) pede, por meio de documento, que se adquira por dispensa de licitação, alugue ou tome emprestados caminhões coletores em quantidade suficiente para colocar em dia a situação caótica da cidade.

Caso o documento não seja cumprido, a omissão poderá se configurada como prática de ato por improbidade administrativa. Para o MP, a população não pode depender das empresas que alugam caminhões para Comurg, atualmente. Segundo os promotores responsáveis, a limpeza urbana é de competência dos municípios. Existe, ainda, a preocupação com os riscos a saúde que a situação pode trazer.

Comentários do Facebook