Uma operação da Polícia Federal contra a pornografia infantil resultou em quatro prisões na manhã desta terça-feira, 7, na Região Metropolitana de Goiânia.

Uma mulher e três homens são suspeitos de armazenar fotos e vídeos pornográficos de menores de idade.

No momento em que a operação, batizada de “Proteção da Infância”, flagrou um dos suspeitos no momento em que ele subiu conteúdo criminosos para a internet.

Porém, um dos fatos que mais chamou a atenção da polícia foi a presença de uma mulher de mais de 50 anos e que mora com a mãe entre os detidos.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

Dos outros suspeitos, dois também tinham mais de 50 e apenas um deles tinha idade por volta dos 20 anos. Eles foram interrogados na sede da PF.

Segundo o delegado responsável pelo caso Adriano Tarouco, apenas uma das ordens judiciais foi levada a cabo em Aparecida de Goiânia. O restante, na capital.

LEIA MAIS: Bebê morre após carro cair de viaduto em Valparaíso

Evidências de pornografia infantil

Nos computadores dos suspeitos foram identificados registros de crimes sexuais contra crianças, que ocorreram em quatro residências diferentes.

Além dos computadores, um celular também foi apreendido e será levado para perícia.

A indiciação dos suspeitos será por posse de pornografia infantil. O homem que foi pego em flagrante também responderá por compartilhamento.

Se confirmadas as suspeitas, as penas podem chegar a 10 anos de prisão.


Quer receber notícias em tempo real?

Mande uma mensagem para o Whatsapp do Folha Z e se cadastre para ter as matérias especiais do Folha Z direto do seu celular!

É só adicionar o telefone do jornal à sua agenda e mandar o seu nome e a seguinte mensagem: “quero notícias em tempo real”.