Polícia Civil é preso suspeito de vender drogas ao público LGBT

Polícia prende homem suspeito de traficar drogas em Goiânia|Foto: Jerônimo Junio/ Portal 730
Polícia prende homem suspeito de traficar drogas em Goiânia|Foto: Jerônimo Junio/ Portal 730

Polícia Civil (PC) deflagrou nesta segunda-feira, 22, a quinta parte da Operação Key, que investiga suposta quadrilha de tráfico de drogas.

A ação resultou com a prisão de José de Andrade Neto, conhecido por ser promotor de eventos voltado ao público de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) e do policial civil Ramiug Costa, escrivão na Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO), o qual trabalha há 15 anos como agente.

Segundo a PC, foram apreendidos uma porção de cocaína, um quilo de pasta base, três porções de maconha, 299 comprimidos de ecstasy, 43 frascos de cetamina e 133 porções de Key.

LEIA MAIS: Murilo Rosa é acusado de vender ingressos falsos na Olimpíada

O delegado titular da Delegacia Estadual de Repressão à Narcóticos (Denarc), Alécio Moreira, afirmou que Ramiug Costa tinha participação ativa dentro da associação criminosa. “Trabalhamos para identificar quem são os fornecedores dessas drogas nas festas LGBT. Durante as investigações identificamos o policial civil Ramiug, que estava junto com os traficantes o tempo todo. Ele ameaçou atrapalhar as investigações, pois passou informações para pessoas que eram investigadas”, disse.

Supresa

Na casa do agente, a PC encontrou cerca de cinco comprimidos de ecstasy, uma porção de cocaína, três porções da droga key e um frasco de cetamina. Ainda de acordo com o delegado, o policial era um profissional respeitado na instituição e seu envolvimento no caso gerou surpresa entre os agentes. “Foi um susto para todos, mas infelizmente não tínhamos outro caminho a seguir e não é porque está na polícia civil que está imune de responder por seus atos”, finalizou o delegado.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook