Vídeo: Policial civil atira e mata PM após suposto 'esbarrão' em boate

Preso, ele confessou ter atirado no homem e ainda alegou ter agido em legítima defesa

Um policial civil é suspeito de matar um policial militar após uma confusão na casa noturna Barril 66, que fica na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB).

O crime aconteceu por volta das 3h desta segunda-feira, 15, em Águas Claras, no Distrito Federal (DF), a 25 km de Brasília.

A vítima, o primeiro-tenente Herison Oliveira Bezerra, de 38 anos, era lotado no 10º Batalhão de Polícia Militar (PM) da cidade.

Confira as imagens gravadas por uma câmera de segurança:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Folha Z (@folhaz) em

O caso

De acordo com pessoas que estavam no local, um esbarrão teria sido o motivo da briga.

Policiais em serviço na região ouviram disparos e foram até a casa noturna para averiguar o ocorrido.

No local, testemunhas afirmaram que o PM foi alvejado por 3 disparos, 2 no tórax e 1 no abdômen.

O homem foi socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT), mas não sobreviveu.

Além do policial, 1 mulher também ficou ferida e foi levada ao Hospital de Base do DF (HBDF).

Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Segundo a PM, o suspeito tentou fugir, mas foi detido. Após a prisão, ele confessou ter atirado no homem e alegou ter agido em legítima defesa.

O caso é investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (DP) de Taguatinga Sul.

Troca de tiros com a PM termina com 3 mortos no Pq Tremendão


Acompanhe o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook