Policial feminina perde controle durante abordagem em Petrolina

Uma escrivã da Polícia Civil em Petrolina, Sertão de Pernambuco, foi registrada por passageiros de um ônibus agredindo dois homens na região central da cidade. A cena revoltou as testemunhas.

No vídeo, a policial tenta revistar o homem, mesmo sozinha e desarmada, acusando-o de ser procurado por homicídio. Ela também dá um tapa no rosto de outro rapaz que estava olhando a confusão.

“Eu quero levar ele, sou Polícia Civil de Pernambuco”, esbravejava a escrivã. Minutos depois, a Polícia Militar chega e imobiliza o homem, mas isso não impediu que a escrivã continue as agressões.

Afastamento

Segundo o delegado Marcione Ferreira, a policial é acusada de crimes administrativos, além de tortura, e está afastada de suas funções e sem permissão para portar arma de fogo.

Leia mais:

As mulheres de preto da Polícia Militar. Desafiando todos os preconceitos e dificuldades, três mulheres integram uma unidade especializada da PM em Aparecida de Goiânia e são exemplos de agentes de segurança e inspiração

Comentários do Facebook