Dupla que assaltou equipe da TV Serra Dourada é presa em Aparecida de Goiânia

Felipe Pereira de Souza (foto), de 22 anos, e Wanderson Junior Simão de Souza, de 25 anos, foram presos após denúncia de que haviam cometido uma série de assaltos a pedestres no Jardim Buriti Sereno, em Aparecida | Foto: Reprodução
Felipe Pereira de Souza (foto), de 22 anos, e Wanderson Junior Simão de Souza, de 25 anos, foram presos após denúncia de que haviam cometido uma série de assaltos a pedestres no Jardim Buriti Sereno, em Aparecida | Foto: Reprodução

Foi presa na última segunda-feira, 20, a dupla responsável pelo assalto a uma equipe de jornalismo da TV Serra Dourada na última quinta-feira, 16, no Residencial Alvaluz, em Aparecida de Goiânia.

De acordo com a Polícia Civil, o repórter Lucílio Macedo e o cinegrafista Anderson Barbosa estavam no 4º Distrito Policial de Aparecida para gravar uma matéria policial quando, por coincidência, avistaram um dos criminosos e o reconheceram.

Felipe Pereira de Souza, de 22 anos, e Wanderson Junior Simão de Souza, de 25 anos, foram presos após denúncia de que haviam cometido uma série de assaltos a pedestres no Jardim Buriti Sereno, em Aparecida.

Ao serem localizados pela Polícia Militar, os criminosos tentaram fugir e ainda abriram fogo contra os policiais. Na perseguição e troca de tiros, Wanderson foi baleado no tórax e está internado no Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa).  Já Felipe foi foi baleado no pé, mas já está liberado dos tratamentos médicos. Ele está no 4º DP, em Aparecida, e passará por audiência de custódia nesta tarde, 21, para definir se permanecerá preso ou não.

Repórter Lucílio Macedo e cinegrafista Anderson Barbosa foram vítimas de assalto na manhã desta quinta-feira, 16 | Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Repórter Lucílio Macedo e cinegrafista Anderson Barbosa foram vítimas de assalto na manhã desta quinta-feira, 16 | Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O Folha Z entrou em contato com o Lucílio, que confirmou a ter reconhecido os criminosos, mas preferiu não comentar o assunto, apenas ressaltando que agradecerá pessoalmente os policiais responsáveis pela prisão da dupla.

LEIA MAIS: ‘A gente mata até a polícia, por que não vou roubar a imprensa?’

O caso

O repórter Lucílio Macedo e o cinegrafista Anderson Barbosa foram rendidos enquanto gravavam uma matéria sobre a poluição e o despejo de entulho às margens do Córrego Tamanduá, na recém-inaugurada ponte da Avenida São João, no Residencial Alvaluz, em Aparecida de Goiânia.

O que chamou a atenção das vítimas foi a atitude “debochada” dos assaltantes. Segundo Lucílio,os criminosos não se importaram com o fato de estarem roubando membros da imprensa e, rindo, um deles disse: “A gente mata até a polícia, por que não vou roubar da imprensa?”. Além disso, eles intimidaram o cinegrafista, exigindo que nada fosse filmado.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook