professor envenenado Brasília
Professor morreu envenenado após beber suco em escola de Brasília | Foto: Reprodução

Um professor, identificado como Odailton Charles de Albuquerque Silva, de 50 anos, morreu após ingerir um suco envenenado em Brasília.

A vítima foi intoxicada no último dia 30 de janeiro, ficou internada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran) em estado gravíssimo e faleceu nessa 3ª feira, 11.

Uma perícia realizada pela Polícia Civil (PC) na 5ª (6) confirmou o óbito por envenenamento.

Charles, como era conhecido, enviou uma mensagem de áudio por WhatsApp a uma amiga contando que temia ter sido envenenado e que estava passando mal.

A suspeita do crime é uma outra servidora da escola onde o professor trabalhava, que teria oferecido o suco à vítima.

Os 2 teriam dificuldade de relacionamento na instituição.

Em outro áudio, Charles denunciaria um esquema de rachadinha na escola. Ele levaria documentos como prova e iria formalizar a acusação.

Envenenamento

Segundo as investigações, Charles teria tomado um suco de uva durante uma reunião do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 410 Norte, onde foi diretor por 6 anos.

Logo em seguida, começou a passar mal. Em áudios enviados a familiares e colegas, o professor relata a agonia e já desconfiava da bebida.

O quadro de saúde da vítima foi piorando em pouco tempo. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e levou Charles ao Hospital.

A Polícia Civil (PC) já investiga o caso. A substância encontrada no corpo do professor é um tipo de inseticida agrotóxico bastante utilizado em lavouras.

A instituição de ensino ainda não se pronunciou sobre o caso.

Homem morre baleado em ação da PM em Aparecida


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook