Promotor pode seguir com inquérito sem ouvir padre Luiz Augusto

Padre Luiz Augusto não compareceu ao Ministério Público para prestar esclarecimentos
Padre Luiz Augusto não compareceu ao Ministério Público para prestar esclarecimentos

O promotor Fernando Krebs, responsável pelo caso do padre Luiz Augusto, funcionário fantasma da Assembleia Legislativa de Goiás, estuda a possibilidade de seguir com o inquérito sem ouvir o sacerdote.

Luiz Augusto devia comparecer ao Ministério Público na tarde dessa terça-feira (10) para prestar esclarecimentos, mas não apareceu.

Tadeu Bastos, advogado do padre, alegou que já tinha outra audiência marcada para o mesmo horário e por isso não pôde comparecer. Ele afirmou que avisou ao promotor e pediu para marcar uma nova data, mas Fernando Krebs negou que tenha recebido qualquer documento.

“Meu compromisso é com o padre e não com advogado dele”, declarou Krebs.

O Ministério Público investiga o padre pelos crimes de improbidade administrativa, enriquecimento ilícito e prevaricação.

Comentários do Facebook