Rede Globo não se pronuncia quanto às declarações criminosas de participante do BBB13

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nos últimos dias, a sociedade brasileira têm sido agredida pelas declarações amorais e imorais feitas pelo participante do Big Brother Brasil 2013, Dhomini Ferreira, que incitam a violência e os maus-tratos aos animais, entre outros crimes.

Em sua segunda participação no reality, o goiano vencedor do BBB 3, declarou, para espanto inclusive dos outros participantes do programa, ter arrancado os dentes de seu cão com um machado. Por conta dessa afirmação vil, covarde e criminosa, foi instaurado um inquérito pelo Ministério Público de Goiás.

Apesar da grande manifestação de repúdio da sociedade, através das redes sociais e de matérias veiculadas na imprensa tradicional, a Rede Globo se mantém omissa diante do fato. A declaração, assistida por milhares de pessoas através do canal pay-per-view, não foi veiculada pela emissora em TV aberta, mas foi bastante reproduzida na internet.

publicidade

O Promotor de Justiça Juliano de Barros Araújo, que está a frente do caso, afirmou, em entrevista à imprensa, que a Rede Globo deve ao seu público um posicionamento.“A declaração do participante do programa é extremamente preocupante. Declarações como essa, em um programa de grande audiência, podem levar por terra todo trabalho que fazemos de conscientização pela guarda responsável do animal. Seria de extrema importância que houvesse uma retratação pública por parte da emissora, afirmando que a postura dele não condiz com a do programa”, explica Juliano.

Sem limites

As últimas declarações de Dhomini extrapolam todos os limites da ética e da moral. Além da agressão ao cão, ele também assumiu ter violentado uma égua em sua primeira relação sexual. Durante o comentário, em tom jocoso e frio, o goiano disse que, enquanto um de seus amigos segurava o animal, de modo que ele não pudesse fugir do abuso sexual, um outro vigiava as redondezas para que não fossem pegos em flagrante. O “brother” ainda afirmou que teve dificuldade para “finalizar”, o que pode ser interpretado como uma reação dolorida da égua à penetração.

Como se não bastasse, Dhomini confessou também ter feito sexo com sua esposa na presença dos filhos, que, segundo ele, eram “pequetititos” e não entendiam o que estava acontecendo. Dhomini disse ainda, usando palavras obscenas, que, pelo ato ter sido realizado na cozinha, o arroz corria risco de ficar sujo com o líquido seminal da relação amorosa, mas que isso não era problema porque seus filhos vieram “do mesmo coco”. Esta é apenas a parte publicável de sua declaração.

Dr. Guido Palomba, renomado psiquiatra brasileiro – Foto: Divulgação

Segundo o renomado psiquiatra Dr. Guido Palomba, em entrevista à Agência de Notícias de Direitos Animais (ANDA), a satisfação em declarar atos de crueldade e imoralidade são resultado da insensibilidade de indivíduos que desejam chamar atenção através da repulsa. “Pessoas que falam abertamente sobre seus crimes até gostam disso. Há prazer em relatar os abusos cometidos com animais e/ou outros seres humanos, e o motivo é a insensibilidade. Seus valores éticos e morais são deturpados ou inexistentes e eles relatam suas experiências chocantes com prazer”, explica.

Repercussão e paredão

As declarações chocaram anônimos e famosos, que demonstraram indignação e revolta através das redes sociais. Além da condenação às confissões de Dhomini, defensores de animais e a sociedade em geral criticaram a omissão da Rede Globo em relação as declarações criminosas do participante.

Por Rafaela Pietra, agência ANDA