A Secretaria Municipal de Assistência Social de Goiânia (Semas) tem cerca de 500 pedidos cadastrados, até o momento, de famílias que necessitam de ajuda, como doação de cestas básicas.

Assistentes sociais dos centros de Referência em Assistência Social (Cras) espalhados por Goiânia recebem pedidos e identificam as famílias com necessidades mais urgentes.

Além dos produtos arrecadados no banco de alimentos criado pela Semas, existe ainda a parceria com a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), que vai beneficiar as famílias no complemento do número de cestas.

Banco de Alimentos

Uma equipe da pasta recolhe doações de alimentos e produtos de higiene para atender pessoas em situação de vulnerabilidade social.

As doações podem ser feitas de duas formas:

  1. pessoalmente, com a entrega na sede, na Rua 25-A, no Setor Aeroporto;
  2. ou pelo telefone 9.8458-6104, agendando o recolhimento da doação no domicílio.

Os alimentos serão adicionados às cestas básicas.

Já os kits de higiene pessoal, como roupas e calçados, serão distribuídos em um dos pontos de apoio localizados no Cepal do Setor Sul ou no Mercado Aberto, no Centro.

Auxílio emergencial

Atualmente, 35 mil famílias estão cadastradas no Bolsa Família em Goiânia e devem receber automaticamente o auxilio emergencial do Governo Federal.

A Semas mantém atendimento agendado com intuito de evitar aglomerações e oferecer orientação e esclarecimentos sobre benefícios às famílias, como o auxílio emergencial, Bolsa Família e inscrição no CadÚnico.

Basta ligar em um dos números específicos de cada unidade do Cras ou NAS e marcar o horário, entre 8 e 13h, de 2ª a 6ª feira.

Assistência Social doa cestas básicas a famílias de Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook