Sérgio Rassi é a vítima da vez – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak
Futebol e os males sem fim

A delicada posição do Goiás na zona de rebaixamento da Série A resume o tamanho do contraditório no futebol brasileiro. Quanto maior é a exigência por profissionalismo no comando das equipes, incluindo a contratação de gestores, nutricionistas e psicólogos, maior é a dependência de premiações extras (bichos) e também de mimos injustificados para os jogadores cumprirem algo que deveria ser obrigatório. Qualquer objetivo somente é atingido se os dirigentes acatarem todas as vontades e manias do elenco.

Sérgio Rassi dobrou os joelhos para a premiação de R$ 1 milhão pela permanência na Série / Foto: divulgação
Rassi dobrou os joelhos para a premiação de R$ 1 milhão pela permanência na Série A / Foto: divulgação

Rassi é a vítima da vez

Foi por essas e outras que o presidente Sérgio Rassi, mesmo depois de protestar contra a malandragem no futebol, dobrou os joelhos para a premiação de R$ 1 milhão pela permanência na Série A e também ao inexperiente Danny Sérgio no comando da comissão técnica. Tudo para não melindrar ainda mais o sofrível e desunido grupo de jogadores montado ao longo de 2015. Sérgio Rassi não é o primeiro e nem será o último presidente refém de boleiros. Trata-se de mais uma vítima do submundo do futebol.

De vilões a heróis

Uma vitória diante do Cruzeiro no Serra Dourada pode representar o início da arrancada para o Goiás escapar do rebaixamento. Ainda é possível. E caso isso aconteça, o torcedor será obrigado a engolir que o elenco fechou com Danny Sérgio para honrar a tradição do Goiás na elite do futebol brasileiro. Sempre existirão os esmeraldinos de memória curta dispostos a comemorar.

Duas fases, entende!

Os 75 anos do Rei Pelé se dividem entre a magia dos gols inesquecíveis e a sequência de gafes na vida pessoal. Ainda bem, para o atleta do século passado, que as imagens e histórias imortalizadas nos campos de futebol superam em gênero, número e grau os péssimos exemplos financeiros e de ordem familiar.

Realidade nua e crua

A exemplo do que já ocorreu em administrações anteriores, a comemoração referente aos 82 anos do aniversário de Goiânia somente será concluída no mês de dezembro. São os 60 dias necessários para que as obras estejam funcionando a pleno vapor. Nessa lista estão incluídos o Teleférico do Mutirama, o complemento da revitalização da Praça Cívica e nova etapa de pavimentação asfáltica no Jardins do Cerrado. A exceção fica por conta das obras relacionadas ao Programa Macambira Anicuns.

Besteirol

Mais uma pérola da série “Futilidades”: ator da Record, Sérgio Marone diz que perdeu a virgindade com uma prostituta. Ele e a torcida do Flamengo.

Comentários do Facebook