Sindittransporte confirma greve dos motoristas de ônibus para segunda-feira, 15

Em Assembleia geral extraordinária realizada pelo Sindittransporte ainda no dia 31 de julho na sede da ASBUS, os trabalhadores do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana rejeitaram proposta das empresas (Foto: Divulgação)
Em Assembleia geral extraordinária realizada pelo Sindittransporte ainda no dia 31 de julho na sede da ASBUS, os trabalhadores do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana rejeitaram proposta das empresas (Foto: Divulgação)

Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Goiás (Sindittransporte) confirmou a paralisação dos motoristas de ônibus do transporte coletivo em Goiânia programada para a próxima segunda-feira (15).

O sindicato também convocou os trabalhadores para uma assembleia dos trabalhadores para discutir a organização da greve ou a avaliação de possíveis propostas das empresas. A reunião será na sede da Associação dos Empregados da Metrobus (Asbus – Rua Manoel Silva, Qd. 99, Lt. 12, Vila Regina, Goiânia) às 9h do próximo domingo (14/8).

LEIA MAIS: Promotor denuncia policial por matar criança

Em audiência no Ministério Público do trabalho na última quinta-feira (11), o procurador sugeriu que, durante a paralisação,  70% da frota de ônibus circule no horário de pico e 50% nos demais horários. A categoria não concordou om a proposta e ainda discutirá o percentual da frota que rodará na segunda-feira. Os trabalhadores querem 11,08% de reajuste linear retroativo à data base e rejeitam a contraproposta das empresas.

Já a Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) garantiu que “negociações estão em andamento e todos os esforços estão sendo feitos por parte das empresas para que a situação seja resolvida sem a necessidade de paralisação”.

LEIA MAIS: Mais um advogado sofre atentado em Goiás

Leia a íntegra da nota do Sindittransporte:

“O Sindittransporte está convidando todos os trabalhadores do sistema de transporte coletivo urbano de Goiânia e Região Metropolitana para assembleia que será realizada no próximo domingo, dia 14 de agosto, às 9 horas, com objetivo de organizar e mobilizar a paralisação marcada para a 0h do dia 15 de agosto (segunda-feira).

Em audiência realizada na quinta-feira (11) no MPT, não se chegou a um acordo sobre o percentual da frota que deverá rodar durante a paralisação. O Sindittransporte não concordou com as exigências das empresas e nem com a proposta do procurador do MP, que sugeriu 70% no horário de pico e 50% nos demais horários. E o Sindittransporte reafirmou a proposta de 11,08% de reajuste linear retroativo à data base que foi aprovada pelos trabalhadores na última assembleia.

Diante dos fatos e das dificuldades das empresas em negociar com os trabalhadores, fica mantida a greve da categoria para a próxima segunda-feira, dia 15 de agosto de 2016.

O Sindittransporte já tomou todas as providências cabíveis notificando todos os órgãos envolvidos e também comunicando o usuário do transporte coletivo por meio de comunicado publicado no dia 11 de agosto.”

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook