Só Meirelles salva – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

henrique meirelles
Ministro da Fazenda Henrique Meirelles (Foto: José Paulo Lacerda/CNI)

Só Meirelles salva

A sucessão de trapalhadas nos primeiros dias do Governo Michel Temer (PMDB), presidente em constante exercício para apagar incêndios, apenas confirma a monumental dependência de resultados na área econômica. O bom desempenho do ministro Henrique Meirelles (Fazenda), com medidas que realmente tragam expectativa positiva ao povo brasileiro, será crucial para amenizar equívocos amadores de outros auxiliares.

Temer bombeiro

Michel Temer já se viu obrigado a corrigir e desautorizar, no caso específico de Alexandre de Moraes (Justiça), declarações afoitas de ministros despreparados. Até mesmo o episódio dos “inhos” – envolvendo o marqueteiro Elsinho e o filho Michelzinho sobre a logomarca do governo – chama atenção pela polêmica desnecessária. Sem falar na escolha das representantes do “mundo feminino” e também dos indicados do deputado Eduardo Cunha no governo. Tudo isso será bobagem se Meirelles prosperar. Caso contrário…

LEIA MAIS: Dilma quer renunciar e tentar governo estadual em 2018

Cauby Peixoto morreu aos 85 anos (Foto: Reprodução)
Cauby Peixoto morreu aos 85 anos (Foto: Reprodução)

Cauby nas estrelas

Cauby Peixoto bateu asas e foi cantar em outra freguesia, a divina. Um artista iluminado por ter recebido tantas homenagens em vida, verdadeiramente adorado pelos colegas de profissão. Cauby viveu 85 anos movido pela busca incessante do aplauso, combustível que alimentava sua enorme vaidade e combatia os muitos percalços financeiros. Fez história como intérprete diferenciado, sensível e solidário nas parcerias.

Ícone da purpurina

Duas análises sobre Cauby Peixoto merecem registro. Do crítico musical Ronaldo Evangelista: “Mais do que homem ou mulher, normativo ou simpatizante, Cauby sempre foi uma estrela”. Do colunista Tony Goes: “Cauby Peixoto foi mais do que um dos maiores intérpretes de todos os tempos. Também foi um ícone, e um exemplo de como levar a própria vida sem se ater às convenções. E virou purpurina ainda em vida”.

Quanta ironia

O ex-BBB Laércio Moura escondeu o rosto da imprensa ao ser preso hoje em Curitiba (PR) sob a acusação de estupro de vulnerável e também por oferecer bebida alcóolica para menores de idade. Motivada pelo constrangimento do flagrante, a atitude do tatuador, de 53 anos, beira o ridículo para alguém  que aceitou participar de um reality show, o ápice da exposição.

LEIA MAIS: Henrique Arantes sugere aliança entre PMDB e PSDB em Goiás e critica secretariado do governo

Piada pronta

Prudente e concentrado em Goiás, governador Marconi Perillo agradeceu convite do PRB para disputar o cargo de presidente da República em 2018, mas disse que não pensa em deixar o PSDB. Pano rápido: único remédio para invenção descabida é o silêncio.

Comentários do Facebook