Prefeitura vai a operação Tapa-Buraco em Goiânia | Foto: Divulgação
Prefeitura vai a operação Tapa-Buraco em Goiânia | Foto: Divulgação

A Prefeitura de Goiânia pretende reforçar a operação Tapa-Buraco nos dias de sábado, domingo e feriados.

Para isso, o plano é aumentar de 32h para 60h extras mensais, por servidor, na Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos.

Desde outubro do ano passado, a gestão municipal afirma ter dificuldades para a realização das operações devido à irregularidade do fornecimento da massa asfáltica.

Por isso, a Seinfra trabalha para rescindir unilateralmente o contrato com a JF Comercial e Industrial.

A empresa venceu a licitação para o fornecimento da massa, mas não vem cumprindo o contrato de acordo com a necessidade e urgência do problema.

Com isso, a prefeitura deverá realizar uma nova licitação de forma emergencial.

Números

Em dezembro do ano passado foram fechados 19.725 buracos – 657/dia – nas ruas da cidade, mais de 5 mil em relação ao mês de novembro, de 14.049 – 468/dia.

Durante todo o ano de 2019, foram fechados 192.739 – 536/dia.

Além dos buracos, foram executados também o fechamento de 2.981,92 m² de cortes no asfalto, ocasionados pela Saneago para realizar serviços na rede de água e esgoto.

Os 2 serviços consumiram 18.424,17 toneladas de massa asfáltica e R$ 5.292.500, somente com estes produtos.

Como acionar o Tapa-Buraco em Goiânia

Por meio da Seinfra, a prefeitura mantém diariamente 15 equipes trabalhando na manutenção das ruas e limpeza dos dispositivos da rede de drenagem e dos cursos d’água da cidade.

As solicitações de serviço são encaminhadas por meio dos canais de atendimento:

A programação é feita com base nessas solicitações e a previsão para execução do serviço é de até 30 dias úteis.

Asfalto será recapeado em 628 ruas e avenidas de Goiânia


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook