Mensagem afixada no saco de lixo de uma residência no Conjunto Santa Fé, em Aparecida, dizia:
Mensagem afixada no saco de lixo de uma residência no Conjunto Santa Fé, em Aparecida, dizia: "Testamos positivo para Covid-19" | Foto: Yan Morais

Trabalhadores que faziam a coleta de lixo no Conjunto Santa Fé, em Aparecida de Goiânia, foram surpreendidos por uma mensagem afixada em um saco de dejetos domiciliares: “Testamos positivo para Covid-19”.

No cartaz, o autor do texto ainda garantiu ter isolado o lixo “com todo o cuidado” para evitar a contaminação do gari responsável pela coleta do material.

De acordo com o motorista Yan Morais, que dirige diariamente um caminhão da coleta de lixo em Aparecida, o caso inusitado ocorreu na 2ª feira (18).

“É complicado. Olha só o risco que estamos tendo que enfrentar”, afirmou.

Segundo ele, a preocupação é que nem todo morador seja consciente assim e descarte materiais contaminados sem se preocupar com a transmissão para os coletores.

SDU

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) de Aparecida repassou recomendações, tanto para os trabalhadores quanto para os cidadãos.

Segundo a SDU, o lixo em residências com pacientes infectados pelo coronavírus deve ser identificado e acondicionado em 2 sacos plásticos, preferencialmente.

Já em relação aos servidores, a pasta ressaltou que fornece e reforça o uso de equipamentos de proteção individual.

Confira a íntegra da nota:

“A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) recomenda que nestes casos o lixo seja identificado e colocado preferencialmente em dois sacos plásticos. Tal procedimento impede o contato do resíduo infectado com os servidores da coleta.

A SDU reforça que todos os servidores que atuam na coleta do lixo utilizam equipamentos de proteção individual. A pasta destaca que a utilização dos epi’s foi reforçada neste período de pandemia.”

Número de casos em Aparecida tende a ser 10 vezes maior


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook