Tiroteio em frente ao Materno Infantil deixa feridos e gera pânico

Hospital Materno Infantil foi cena de tentativa de homicídio (Foto: Reprodução)
Hospital Materno Infantil foi cena de tentativa de homicídio (Foto: Reprodução)

Um homem foi baleado em frente ao Hospital Materno Infantil (HMI), no Setor Oeste, em Goiânia, na noite desta quarta-feira (27). Carlos Dagoberto Carvalho dos Santos recebeu um tiro no peito e segue internado no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) depois de ter passado por cirurgia.

O boletim médico da vítima informou que ele está em uma sala de repouso pós-cirúrgico e seu estado de saúde é regular.

LEIA MAIS: Acordo entre PSL e PT deve sepultar candidatura de Lucas Calil à prefeitura

No momento dos disparos, que prestou os primeiros socorros foi o Corpo de Bombeiros, acionado quando o rapaz foi encontrado com ferimentos no peito. Consciente, Carlos foi rapidamente encaminhado ao Hugo.

Ao ouvir o barulho de tiros, várias pessoas que estavam próximas ao local buscaram refúgio na recepção do hospital e o tumulto e o pânico foram grandes.

Motivação

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima afirmou não saber o que motivou a tentativa de homicídio. Seu relato é de que esperava a esposa na porta do Materno Infantil quando um carro passou e, de dentro dele, foram efetuados vários disparos.

Há relatos de que uma mulher teria sido baleada de raspão nas pernas, mas a polícia não confirmou essa segunda vítima.

Nota

O Hospital Materno Infantil divulgou nota sobre o caso. Confira a íntegra:

“O Hospital Materno Infantil (HMI) informa que o tiroteio ocorrido por volta das 23h dessa quarta-feira (27), se passou nos arredores da unidade e não nas dependências do hospital.Segundo testemunhas, um carro passou em frente ao HMI e efetuou vários disparos contra um homem que estava próximo à unidade aguardando sua esposa. No momento, ela estava sendo atendida pela equipe do Pronto Socorro da Mulher (PSM) do HMI. Devido à confusão e ao pânico gerado pelo ocorrido, as pessoas que estavam na parte externa da unidade foram para dentro do HMI e se abrigaram na recepção com o intuito de se protegerem. A vítima foi baleada no peito e levada para o PSM do hospital para que fossem prestados os primeiros socorros, já que o HMI era a unidade de saúde mais próxima. Depois de prestar toda a assistência possível à vítima, a equipe do PSM acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para que o homem fosse encaminhado para uma unidade com perfil de atendimento de urgência e emergência, haja visto que o perfil do HMI é voltado para o atendimento de casos de média e alta complexidade, nas áreas da saúde da mulher e da criança. O paciente foi levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).”

Comentários do Facebook