PC e Exército prendem 4 famílias suspeitas de comandar tráfico em Iporá

Agentes do Grupo Tático 3 (G.T.3), unidade de elite da Polícia Civil, cumprem mandados de prisão relacionados ao tráfico em Iporá | Foto: Divulgação/ PC
Agentes do Grupo Tático 3 (G.T.3), unidade de elite da Polícia Civil, cumprem mandados de prisão relacionados ao tráfico em Iporá | Foto: Divulgação/ PC

Vinte pessoas integrantes de quatro famílias foram presas nesta quinta-feira, 26, suspeitas de comandar o tráfico de drogas em Iporá, a 225 km de Goiânia.

As prisões fizeram parte de uma força-tarefa colocada em ação por 90 policiais civis e por militares do Exército, que lançaram mão de cães farejadores nas buscas.

A Operação Famiglia desbaratou o tráfico na cidade, que era comandado pelas famílias de forma independente, conforme apontou o delegado responsável pelas investigações, Ronaldo Pinto Leite.

Entre os detidos, que serão autuados por tráfico de drogas e associação criminosa, estão “mãe, pai, filho, tio, marido, mulher e sobrinho”, relatou o delegado.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

LEIA MAIS: Três morrem em confronto com a PM no Garavelo

Operação Famiglia foi desencadeada nesta quinta-feira, 26, em Iporá | Foto: Divulgação/ PC
Operação Famiglia foi desencadeada nesta quinta-feira, 26, em Iporá | Foto: Divulgação/ PC

Tráfico em Iporá

As investigações foram colocadas em prática há mais de seis meses e muitas das pessoas contra quem foram emitidos mandados de prisão já tinham passagem pela polícia.

O saldo da operação foram 3,5 kg de droga, celulares, um revólver calibre 22 e cerca de R$ 5 mil em espécie.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter