UFG, IFG e IF: servidores declaram estado de greve

ufg-estado-greve
Em estado de greve, servidores podem paralisar a qualquer momento (Foto: Reprodução)

Trabalhadores técnico-administrativos em educação (TAEs) das Instituições Federais de Ensino Superior (UFG, IFG e IF Goiano) e do HC-UFG/Ebserh anunciaram estado de greve para toda a categoria na manhã desta quarta-feira (17) em assembleia geral realizada no auditório da Biblioteca Central da UFG.

O estado de greve é uma situação que deixa todos os servidores em alerta para uma iminente paralisação. A decisão foi tomada depois que o Ministério da Educação anunciou cortes de 45% das verbas de investimento e 18% do custeio para as universidades brasileiras. O Senado deve votar os projetos ainda na semana que vem.

LEIA MAIS: Polícia prende quadrilha que falsificava carteiras de habilitação

Os anúncios geraram um estado de preocupação entre universitários e trabalhadores. Até mesmo o reitor da UFG, Orlando Amaral, divulgou nota no site da universidade declarando que, se os cortes forem confirmados, a universidade não será capaz de realizar suas atividades de forma plena.

Uma nova assembleia geral da categoria foi marcada para o mês de setembro, com local e data ainda a definir.

LEIA MAIS: Greve cancelada: motoristas conquistam reajuste em Goiânia

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook