Valeu a pena, Cristiano Araújo! – Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Cristiano Araújo morreu em acidente na manhã desta quarta-feira (24/6)
Cristiano Araújo morreu em acidente na manhã desta quarta-feira (24/6)

Nunca passei e espero não passar pela dor da perda de um filho. Mas já ouvi relatos e confesso tremer nas bases quando o assunto vem à tona. O desabafo na manhã de hoje do empresário João Reis de Araújo, pai do cantor Cristiano Araújo, provocou grande repercussão por sua incredulidade diante da morte prematura do filho: “Será que Deus existe?”, questionou durante entrevista no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Por envolver crença religiosa, eis uma pergunta complexa de responder. João Reis e demais familiares estão sem chão, atordoados pelo trágico acidente que lhes tirou um ser humano especial e a sua companheira de todas as horas. A trajetória humilde e o comportamento simples de Cristiano Araújo encantavam fãs e pessoas que sequer conheciam seu repertório. Por isso é tão difícil para o pai aceitar a morte precoce do filho.

Minutos antes de viajar para Itumbiara, onde realizaria o seu último show, Cristiano Araújo foi visto às 19 horas no Parque Flamboyant ao lado do filho João Gabriel, de 6 anos. Vestia bermuda, camisa da seleção brasileira e carregava em uma das mãos a bola e a na outra um celular. Segundo o assessor parlamentar Geison Aguiar, que acompanha a carreira do artista desde o tempo das vacas magras, Cristiano exibia um semblante preocupado, certamente pela correria ao mesclar o papel de pai e a agenda de shows.

Geison ainda comentou com um amigo o fato de Cristiano Araújo manter a naturalidade mesmo sendo um dos emergentes da música sertaneja em todo país. O mesmo sentimento foi compartilhado pela recepcionista Raquel Dias ao comentar episódio em que um grupo de fãs encontrou com o cantor no portão do Colégio Marista. Cristiano buscava João Gabriel quando foi cercado por mulheres que pediram selfies e autógrafos. Ele atendeu todos os pedidos com um largo sorriso no rosto.

Os dois episódios comprovam o quanto Cristiano Araújo era iluminado por valorizar o sucesso profissional sem mudar a personalidade. Os 29 anos, sendo 20 dedicados à música, foram vividos intensamente e deles resultaram uma série de exemplos para milhares de fãs e artistas em início de carreira. Desnecessário mencionar aqui as contribuições financeiras do artista para entidades filantrópicas e outras ações sociais.

O pai e empresário João Reis tem todos os motivos para não aceitar a morte precoce do filho, mas por outro lado sobram razões para ter orgulho da passagem de Cristiano Araújo pela terra. Quanto ao seu questionamento sobre a existência de Deus, a resposta foi dada por Zenaide, mãe do cantor, dias antes do acidente trágico: “Entender a vontade de Deus nem sempre é fácil. Mas crer que Ele está no comando, e tem um plano para nossa vida, faz a caminhada valer a pena”.

Comentários do Facebook