Funcionários passam mal e desmaiam após vazamento na JBS de Senador Canedo

Foto: Vazamento de gás suspende atividades na JBS | Foto: Divulgação/WhatsApp
Foto: Vazamento de gás suspende atividades na JBS | Foto: Divulgação/WhatsApp

Vazamento de gás de amônia na manhã desta terça-feira, 20, no frigorífico da JBS, em Senador Canedo, Região Metropolitana da capital, deixou cerca de 40 funcionários intoxicados, segundo o Corpo de Bombeiros. O acidente ocorreu em um cano externo da empresa. No entanto, o ar contaminado invadiu as janelas e contaminou os funcionários.

A corporação socorreu 32 pessoas e o restante foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Senador Canedo e ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), através do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Cais Vila Nova e Cais Chácara do Governador. As outras pessoas foram por carro próprio. Duas pessoas que estavam fora do prédio desmaiaram com a inalação do gás.

De acordo com a jornalista Hérica Ribeiro, era por volta das 10h quando diversos funcionários ouviram uma explosão e abandonaram o local. Em decorrência desse episódio, muitos deles inalaram o gás e passaram mal e até desmaiaram. “As pessoas que estavam lá dentro ouviram uma explosão forte e sentiram um odor muito forte. Foi daí que eles saíram correndo para fora da empresa com medo de algo pior”, explicou.

LEIA MAIS: Motociclista e garupa morrem ao colidirem em árvore próximo ao Cepal do Jardim América

Resposta

Em nota, a JBS confirmou o vazamento e informou que o acidente foi rapidamente controlado. O comunicado destacou ainda que os departamentos próximos foram esvaziados. As atividades na empresa estão temporariamente suspensas.

O Ministério do Trabalho disse que a “JBS recebeu recentemente entre os meses de junho a agosto de 2016, foi realizada ampla fiscalização, ocasião em que foram lavrados 78 (setenta e oito) autos de infração por violação às normas de proteção ao trabalho, sendo que 67 (sessenta e sete) o foram por descumprimento das normas de segurança e saúde no trabalho.”

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook