Corpo de veterinário de Trindade é encontrado a 35 metros de profundidade em lago de Caldas Novas

Veterinário de Trindade | Corpo de Rodolfo Cabriny é encontrado a 35 metros de profundidade | Foto: divulgação
Corpo de Rodolfo Cabriny é encontrado a 35 metros de profundidade | Foto: divulgação

O corpo do médico veterinário de Trindade (GO) Rodolfo Cabriny Costa e Silva, de 35 anos, foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros na tarde desta terça-feira, 1, por volta das 16h30.

Rodolfo Cabriny estava desaparecido após cair de um tablado no Lago Corumbá, em Caldas Novas. O corpo foi localizado a 35 metros de profundidade.

As buscas duraram mais de nove horas. Foram usados no resgate oito mergulhadores e duas embarcações.

Oito mergulhadores revezavam nas buscas | Foto: Corpo de Bombeiros
Oito mergulhadores revezavam nas buscas | Foto: Corpo de Bombeiros
publicidade

Rodolfo é primo do vice-prefeito de Trindade, Gleysson Cabriny de Almeida, do PSDB, e estava em Caldas Novas com a namorada e amigos para curtir o feriado.

O incidente ocorreu na noite desta segunda-feira, 30, por volta das 20 horas.

Familiares tentam entender o que aconteceu

O vice-prefeito Gleysson disse que Rodolfo era muito preocupado com a saúde e adepto a exercícios.

Em entrevista ao jornal O Popular, Gleysson disse: “Não sabemos se foi um mal súbito, se ele desmaiou. Ninguém entendeu, os amigos acharam que ele tinha pulado. Até falaram que ele estava tirando uma foto, mas o celular dele ficou no tablado”.

O médico veterinário Rodolfo Cabriny estava em uma embarcação, uma espécie de tablado, no meio do lago, quando desequilibrou, caiu de costas na água e não retornou à superfície.

De acordo com testemunhas que presenciaram a queda dele no lago, Rodolfo desapareceu em segundos.  Três lanchas e 15 pessoas estavam no tablado no momento que Rodolfo Cabriny caiu no lago.

Amigos foram atrás. Mergulharam na tentativa de encontrar Rodolfo.

LEIA MAIS: Primo relembra ‘horas de angústia’ à procura de jovem afogado em Caldas

Salvamento

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 20h30. Os militares chegaram rapidamente ao local.

A pouca iluminação e água turva dificultaram as buscas. Os bombeiros relataram que troncos de árvores e galhadas também atrapalharam as buscas no período noturno. Havia risco dos militares ficarem presos nos galhos.

Imagens do resgate: