Por que você nunca deve segurar objetos de outras pessoas no aeroporto

Um vídeo que foi compartilhado milhares de vezes no WhatsApp mostra como é fácil ser vítima de criminosos quando menos se espera. A mensagem diz o seguinte: “No aeroporto, nunca ajude ninguém, nem mesmo por um curto tempo, a segurar uma garrafa de água ou qualquer outra coisa. Seja cuidadoso(a)!”. Veja o vídeo ao lado.

As imagens mostram uma garrafa de água mineral que parece inofensiva, lacrada e completamente cheia de líquido. Porém, ao ser torcida, revela um “meio falso” em que eram escondidas drogas ilegais.

O texto recomenda que, no aeroporto ou perto de qualquer serviço de alfândega, você nunca deve aceitar o pedido de alguém para segurar sua garrafa de água ou outros objetos, ainda que seja uma pessoa idosa ou uma mulher grávida. Isso porque você poderia ser preso por posse de cocaína ou drogas ilegais. “Na Singapura ou Dubai, isso significa da pena de morte. Diga-lhes para colocar o item no chão ou em qualquer outro lugar”, destaca a mensagem.

publicidade

Criatividade do tráfico

Para provar que a recomendação da mensagem viral não é sem fundamento, o Folha Z reuniu diversos casos de “criatividade” dos criminosos relatados pelas forças brasileiras de repressão ao tráfico.

Pão de queijo

Mãe e sogra acabaram presas em Piracanjuba, Sul de Goiás, quando tentavam entrar na cadeia com maconha e celular escondidos dentro de pacotes de pão de forma e queijo muçarela | Foto: Divulgação/Polícia Civil GO
Mãe e sogra acabaram presas em Piracanjuba, Sul de Goiás, quando tentavam entrar na cadeia com maconha e celular escondidos dentro de pacotes de pão de forma e queijo muçarela | Foto: Divulgação/Polícia Civil GO

Ursinho de pelúcia

Ursos de pelúcia vestidos com o uniforme do Bahia, eram usados para transportar maconha em Salvador. A droga era carregada em malas,mas, de acordo com a Polícia Civil, os ursos serviam como "senha" para traficantes identificarem a pessoa que estava com a droga | Foto: Divulgação/Polícia Civil
Ursos de pelúcia vestidos com o uniforme do Bahia, eram usados para transportar maconha em Salvador. A droga era carregada em malas,mas, de acordo com a Polícia Civil, os ursos serviam como “senha” para traficantes identificarem a pessoa que estava com a droga | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Carrinho de criança

A PRF apreendeu em Carazinho (RS), dois quilos de maconha escondidos sob a cadeirinha de bebê em um veículo. Cinco pessoas estavam no carro, inclusive uma criança de dois anos. Um homem de 33 anos de idade assumiu ser o dono do pacote | Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal
A PRF apreendeu em Carazinho (RS), dois quilos de maconha escondidos sob a cadeirinha de bebê em um veículo. Cinco pessoas estavam no carro, inclusive uma criança de dois anos. Um homem de 33 anos de idade assumiu ser o dono do pacote | Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter