'Buteco do Gusttavo Lima' dá mais 1 empurrão no prestígio da Câmara

Projeto de incluir show do sertanejo no calendário oficial da cidade se soma a tantos outros, bizarros ou inconstitucionais, que ridicularizam vereadores

Assumo esta humilde tribuna virtual para pedir a honrosa reflexão dos nobres internautas.

Qual o interesse de um vereador quando apresenta projeto de lei bizarro ou inconstitucional?

Se você respondeu “simplesmente aparecer”, então concordamos ser desnecessário ligar os nomes dos autores às suas aberrações legislativas.

Projeto na Câmara solicita a inclusão do show “Buteco do Gusttavo Lima” no calendário oficial de eventos de Goiânia | Foto: Reprodução
Projeto na Câmara solicita a inclusão do show “Buteco do Gusttavo Lima” no calendário oficial de eventos de Goiânia | Foto: Reprodução

A polêmica mais recente na Câmara Municipal de Goiânia foi a apresentação de um projeto solicitando a inclusão do show “Buteco do Gusttavo Lima” no calendário oficial de eventos da capital.

A justificativa parlamentar é ampla, geral e irrestrita: valorização da cultura de Goiás por um evento que movimenta a economia.

Fica a impressão de que boa parte dos 35 vereadores não descansa um minuto até alcançar o topo no ranking do besteirol.

Sobremesa sem açúcar

Essa mesma Câmara Municipal, no passado, já debateu projeto que estipulava enterro de animais domésticos junto com seus donos em cemitérios públicos.

A Casa Legislativa também tentou proibir queima de pneus em manifestações públicas e obrigar restaurante a oferecer sobremesa sem açúcar.

Cito mais algumas pérolas, em forma de projetos, que provocaram desgaste de imagem totalmente desnecessário:

– mudança do nome Monumento às Três Raças, localizado na Praça Cívica, para Monumento Dona Iris;

– multa de R$ 100 mil para ciclistas flagrados sem capacete em ciclovias;

– proibição do consumo de bebidas alcoólicas em praças e parques.

Tomando por base o ano de 2018, dos 397 projetos de lei apresentados na Câmara Municipal, 104 foram de pouca ou nenhuma relevância.

Os números mandam o recado: não existe qualidade legislativa sem rigor e observância técnica das matérias.

Os vereadores de Goiânia são assíduos em plenário, isso é fato. Mas ficam presos, na maior parte do tempo, a picuinhas políticas ou tentando encontrar brechas para chamar atenção da opinião pública.

Ambiente propício para o surgimento de projetos bizarros ou inconstitucionais.

A projeção do show “Buteco do Gusttavo Lima”, cuja única edição foi realizada este ano no estacionamento do Serra Dourada, dá a dimensão do critério de relevância sob a ótica parlamentar.

E o balanço legislativo de 2019 ainda não saiu. Nem é preciso fazer mais, nobres vereadores, apenas melhor.

Onde curtir o Réveillon 2020 em Goiânia e Aparecida [Atualizado]


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook