Coluna Na Marca do Pênalti – O melhor virá na reta final [Atlético goianiense]

2014-07-05 22.38.17Por Pedro Paulo Couto

Estudante do 7º período de jornalismo e integrante da equipe do Jornal Folha Z.

 

Coluna Na Marca do Pênalti

Explosão de Ofertas Tatico – 300×250

Mesmo com um time limitado, sem ter um elenco com muitas peças de reposição e, na maioria do tempo, no meio do tabela, o Atlético (GO) chega nesta reta final do Campeonato Brasileiro série B como favorito a uma vaga no G-4. A arrancada do time o credencia para disputar a série A 2015.

A briga pela última vaga se resume entre quatro times: Atlético goianiense, Avaí, Ceará e Santa Cruz. Avaí e Ceará não vivem bons momentos e caem na tabela a cada rodada. O Santa tenta se manter firme, mas oscila muito e a irregularidade pode ser determinante nesta fase decisiva.

WagnerLopes_ACG_TMWagner Lopes deu padrão de jogo à equipe
Já o Atlético goianiense conseguiu a regularidade que tanto buscava, muito graças ao treinador Wagner Lopes, que assumiu o time na 21ª rodada. Sem muitas opções e com o melhor jogador do time, Júnior Viçosa, machucado, o técnico deu padrão de jogo a equipe, consolidou a defesa, fortaleceu o meio de campo e encontrou uma dupla de atacantes.

A grande revelação do time
Boas surpresas também marcam a fase atleticana. Diogo Campos, que parecia fadado ao fracasso e ao ostracismo, se tornou titular e tem ajudado muito o time. Kayke é a grande revelação do time. O jovem centroavante é uma promessa que vira realidade a cada jogo. Thiago Primão, reserva há pouco tempo, saiu do banco para ser titular absoluto, com belos e importantes gols.

R$1,5 milhão em caso de acesso
O que poderia pesar contra o Dragão é a falta de dinheiro. No futebol algo é bem claro, sem dinheiro não há acesso, não há título, não se ganha nada. No Atlético goianiense foi diferente. Mesmo com salários atrasados e o time já fora do risco de rebaixamento, a equipe embalou. Isso fez o dinheiro aparecer. A diretoria soube usar isso a favor. Pagou os jogadores no dia do clássico contra o Vila, vitória certa, e já anunciou a premiação de R$1,5 milhão em caso de acesso.

Nos últimos jogos, o Dragão terá que aproveitar os confrontos diretos que terá pela frente. Para ajudar nesta reta final, Júnior Viçosa está de volta. Recuperado de lesão, o atacante será peça importante neste momento. Apesar do baixo público, o Serra Dourada também é um aliado. O time joga bem e se sente a vontade no estádio. É a hora de superar o cansaço e coroar o ano de 2014.

O time, que já foi campeão goiano nesta temporada com um gol aos 48 do segundo tempo, mostra que deixa sempre o melhor para o final.

Em setembro, eu fiz uma previsão do futuro do Vila Nova. Confira:

Você torcedor do Vila, vai sofrer muito ainda. Entenda por que [VÍDEO]

Comentários do Facebook