Comportamento explosivo atrapalha o campeão de votos Waldir

Deputado federal aposta todas as fichas no enfrentamento e define o rumo na batalha contra Bolsonaro e Caiado

O deputado federal Delegado Waldir (PSL) é muito bom de voto. Um fenômeno em Goiás, diga-se de passagem.

Duas eleições (2014/2018) e 274 mil votos consecutivos, o legítimo campeão das urnas. Ninguém atinge este estágio por acaso.

Delegado Waldir (PSL) | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasilsess
Delegado Waldir (PSL) | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasilsess

Falta ao parlamentar de 56 anos definir, agora, qual será a abrangência da sua curta trajetória pública.

Parece cedo, mas não é. Delegado Waldir coleciona votos e desafetos na mesma proporção.

Por isso as perspectivas de novos horizontes no universo político não são nada animadoras.

“Eu vou implodir o presidente (Jair Bolsonaro)”, foi a frase mais impactante pronunciada quando ainda era líder do PSL na Câmara. Resultado: arregou horas depois e ficou o dito pelo não dito.

“Fico triste em ver o governador (Ronaldo Caiado), que ajudei a eleger, sendo mais do mesmo. Pardieiro da corrupção”, escreveu em seu perfil no Instagram nesta terça-feira, 26. Ataque bem acima dos padrões convencionais.

Assim como ocorreu com Caiado, o Delegado Waldir também teve papel importante na campanha de Bolsonaro em Goiás.

Delegado Waldir diz que não vai dar ‘doce’ a Eduardo Bolsonaro

Fraturas expostas

Ao colocar-se como adversário ferrenho dos 2 governantes, não economizando críticas e adjetivos pouco republicanos, o deputado aposta todas as fichas no fracasso administrativo de Bolsonaro e Caiado.

À medida que o enfrentamento se acirra, diminui a possibilidade de uma recomposição. As fraturas permanecem expostas.

Waldir Soares de Oliveira, natural de Jacarezinho (PR), exibe a autoconfiança de quem não precisa estar atrelado a governo para continuar vivo politicamente.

Mas o deputado já disputou a Prefeitura de Goiânia e sonhou com a presidência da Câmara Federal. Seu comportamento político explosivo – ao contrário da força nas redes sociais – colocou tudo a perder.

Delegado Waldir tem a exata noção do incômodo que seus ataques recorrentes provocam em Goiás e em Brasília.

Manter a metralhadora giratória acionada pode trazer um retorno imediato. As consequências futuras são uma incógnita. O deputado está disposto a pagar pra ver.

Delegado Waldir diz que não vai dar ‘doce’ a Eduardo Bolsonaro


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook