Falta tudo!

Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO
Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO

Já tem tempo que as pessoas percebem a ausência de algumas coisas no Brasil. Falta vergonha na cara dos políticos, gestão pública, segurança, saúde, educação, infraestrutura e, pior que isto, há negligência da população em lutar para tentar modificar o cenário atual. As manifestações até existem, porém são isoladas, descontínuas e muitas vezes com atores envolvidos de caráter duvidoso.

A sociedade de certa forma é conivente com todos os problemas hoje vividos. Fruto de uma administração assistencialista, parte dos indivíduos veneram as bolsas governamentais, adoram se sentir coitadinhos, precisam de um benefício social.

É o século da desculpa! Diga-se de passagem, é bem mais fácil colocar a culpa nos outros do que em nós mesmos pelo colapso econômico, financeiro, social, cultural e educacional em que a República se encontra. É impossível não dar crédito ao governo por todas essas dificuldades embora estas sejam diretamente proporcionais à participação dos cidadãos como impulsionadores de várias situações vivenciadas atualmente.

publicidade

O momento é de prudência. Cautela nunca é demais em tempos de crise. O ano deveria ser de mudança e depende de nós. O ideal seria não faltarmos com nossas responsabilidades de cidadãos.

Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO