JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Rodrigo Jogo Limpo

Dia de cão

dilma
Dilma Rousseff, presidente reeleita em 2014

Governo é assim mesmo. Todos tentam acertar mais do que errar. Dilma Rousseff, ao contrário, teve uma segunda-feira com mais erros do que acertos. Submergiu diante da falta de informações referentes ao apagão de energia em 10 estados e Distrito Federal, anunciou medidas duras que penalizam o cidadão com aumento de impostos e vetou a correção na tabela do Imposto de Renda. A única bola dentro da presidente foi o veto ao parcelamento das dívidas dos clubes de futebol.

publicidade

Garfo e faca

Ex-senador Eduardo Suplicy (PT) vai assumir a secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo. Será o nome de maior relevância na equipe de Fernando Haddad (PT), justamente o prefeito que a ex-mulher de Eduardo, Marta Suplicy (PT), pretende tirar do poder em 2016. Por essas coincidências da vida, a política sempre acaba expondo publicamente as divergências que começam na cozinha.

Mundo da fantasia

As esferas federal, estadual e municipal têm um ponto em comum: o péssimo trabalho de acompanhamento e fiscalização das obras públicas. Centenas de casos em todo o país registram atrasos de 6 meses, no mínimo, até 4, 5 anos. Os tribunais de contas bem que tentam passar uma imagem de vigilância, mas com poucos resultados práticos. Resta uma pergunta: alguém conhece uma obra que tenha sido entregue dentro do prazo, com qualidade e sem a necessidade de aditivos?

Desculpas de sempre

Mesmo agindo de maneira espetaculosa, a Prefeitura de Goiânia acertou em cheio ao cobrar os alvarás de funcionamento de bares, restaurantes e boates. O que mais se vê nesse meio são proprietários empurrando suas obrigações “com a barriga” ou mesmo solicitando ajuda política para adiar entrega de documentos. A carga de impostos é alta, os encargos trabalhistas enormes, mas ninguém pode alegar desconhecimento da realidade de mercado antes de abrir o negócio.

Dono da bola…

Romário é deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro
Romário, eleito senador em 2014

Faltam 10 dias para o baixinho Romário (PSB/RJ) assumir uma das 81 cadeiras no Senado Federal, em Brasília. E quem ainda duvida da competência política do ex-jogador, o caminho natural é que ele seja candidato a governador do Rio de Janeiro em 2018. A previsão está baseada em fatos e na maneira leve e pragmática como vem sendo conduzida a carreira de Romário fora das quatro linhas.

… e do microfone

A polêmica sempre acompanhou o craque Romário dentro de campo. O falastrão e mulherengo de outros tempos cedeu espaço ao deputado federal com personalidade própria, paizão e defensor intransigente de causas que envolvem os portadores de necessidades especiais e contra a corrupção no futebol. Agora no Senado, Romário terá condições de ampliar a visibilidade ao seu mandato. Resumindo: só não vai mais longe se fizer besteira.

Forçando a barra

A competente e equilibrada Marília Gabriela viveu momentos de Luciana Gimenez ao convocar uma coletiva para anunciar o fim do seu contrato com o SBT. Um fato considerado comum na vida da apresentadora, que já havia trabalhado na emissora em duas outras oportunidades. O canal de Sílvio Santos preferiu fazer suspense sobre o assunto até minutos antes da entrevista. O talento e o profissionalismo de Marília Gabriela não mereciam tamanho constrangimento.