Jardim América e Bueno não suportam mais o blá, blá, blá da Segurança Pública

Politicagem Guilherme
Jornalista Guilherme Coelho narra o sofrimento de moradores por causa da insegurança e critica falta de ação de governantes que nunca cumpriram a antiga promessa da construção de uma base de polícia comunitária na região

Guilherme Coelho é editor do Folha Z
Guilherme Coelho é editor do Folha Z

Alguns amigos pediram para que eu não publicasse esse texto por agora. Pediram mais paciência, parcimônia. Minha paciência chegou ao limite. É muita embromação. Há sete anos, desde a fundação da 9ª Companhia Indepente de Polícia Militar (9ª CIPM), fala-se da construção de uma base comunitária de polícia no Jardim América, maior bairro atendido pela companhia.

Moradores do setor já mencionado, além de Bueno, Nova Suíça, Coimbra e Vila Americano do Brasil não suportam mais blá, blá, blá. É muita hipocrisia! Muda comandante geral, muda secretário de Segurança Pública e a história é a mesma. Todos afirmam que antes de deixar o cargo vão resolver o problema da construção desta base. Como a ladainha é a mesma, dá a entender que todos estudaram na mesma escola: escola da embromação.

publicidade

LEIA MAIS: Associação de professores da UFG diz que MPF emitiu ‘mandado de mordaça’ ao pedir silêncio sobre impeachment

O mais difícil, que era o terreno para construir a base, foi conquistado. Uma área ociosa localizada nas dependências do Colégio Estadual Jardim América, situado na Praça C-111, foi doada pela Secretaria Estadual de Educação, graças ao empenho de lideranças bairristas e do vereador Denício Trindade.

Incompetência

Acorda, governador Marconi Perillo! Dê um puxão de orelha na incompetência de auxiliares. Eu falo em nome de cinco comunidades. Juntas somam mais de 90 mil moradores reivindicando uma base de polícia comunitária em nossa região. Governador, estou nesta luta não porque quero, mas por necessidade. A criminalidade tem tirado a paz dos referidos bairros. Vidas têm sido ceifadas. Estamos presos em nosso comércio, em nossa casa. Na gíria da bandidagem, “perdeu playboy”, frase que mais se ouve no Jardim América e Bueno nos últimos anos. Não suportamos mais. Chegamos ao limite.

Tenho legitimidade para falar por estas comunidades. “Nasci”, fui criado nesta região e defendo constantemente os interesses de nossa coletividade. Portanto, exigimos a edificação desta base. Mas sabemos que só a construção não irá solucionar o problema da criminalidade.

Coronel Alves, pode colocar qualquer xerife para assumir a 9ª. Sem base própria na sua área e, principalmente, sem reforço no efetivo de policiais militares nas ruas, xerife nenhum faz milagre. Não há outra forma de combater a ousadia dos criminosos. Fora disso será entregar, definitivamente, “o ouro para o bandido”.

Zé Eliton

Espero que o novo xerife da Segurança Pública em Goiás, José Eliton, se não for resolver o problema, não gaste energias embromando nós moradores. Enquanto isso, as delegacias, que José Eliton prometeu visitar, continuam lotadas e caindo aos pedaços na capital e no interior. O caos presidiário, então, melhor nem comentar. As barreiras policiais montadas nas Avenidas T-7, T-9 e T-63, que o novo xerife faz questão de inspecionar no sol ou na chuva, ainda não conseguiram aumentar a sensação de segurança de nós moradores.