Assembleia Legislativa aprova aumento da Previdência dos servidores do Estado

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovou em primeira fase o projeto da reforma da Previdência Estadual |Foto: Reprodução/Ruber Couto/Alego
Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovou em primeira fase o projeto da reforma da Previdência Estadual |Foto: Reprodução/Ruber Couto/Alego

O plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovou, em primeira fase, durante sessão ordinária desta terça-feira, 20, projeto que propõe a reforma da Previdência Estadual, assinada pelo Governador Marconi Perillo (PSDB).

O reajuste da contribuição devida pelos servidores ativos, inativos e pensionistas passará de 13,25% para 14,25%, mas a alíquota patronal também sofrerá alterações, passando a ser calculada em dobro, com porcentual fixado em 28,5%.

LEIA MAIS: Mãe de Safadão é diplomada vice-prefeita após recurso contra cassação

Major Araújo explicou que o Governo cometeu um erro em aumentar a contribuição dos servidores |Foto: Reprodução/Ruber Couto/Alego
Major Araújo explicou que o Governo cometeu um erro em aumentar a contribuição dos servidores |Foto: Reprodução/Ruber Couto/Alego
publicidade

Na ocasião, os deputados Major Araújo (PRP), Luis Cesar Bueno (PT) e José Nelto (PMDB) fizeram encaminhamento de voto. A matéria foi aprovada, com os votos contrários dos que encaminharam voto dos parlamentares Adib Elias (PMDB), Humberto Aidar (PT), Bruno Peixoto (PMDB), Isaura Lemos (PC do B) e Delegada Adriana Accorsi (PT).

Em discurso, Major Araújo explicou que o Governo cometeu um erro em aumentar a contribuição dos servidores, porque a Previdência não é deficitária. Ele considerou a matéria como ilegal, uma vez que o aumento não está devidamente fundamentado.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter