Apesar das denúncias, Eduardo Cunha garante que não renuncia

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha
Presidente da Câmara, Eduardo Cunha

Bastante pressionado após a revelação de que mantém contas bancárias na Suíça, o presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que seu direito de defesa está sendo atropelado e garante que não há possibilidade de deixar o cargo.

“O meu mandato só pode ser alterado se eu renunciar. E eu não vou renunciar. Não existe impeachment de presidente da Câmara. Aqui [um afastamento] é só sob meu juízo próprio. E eu vou persistir.”, afirmou Cunha em entrevista à Folha.

O peemedebista declarou que a cada dia aparecem novas especulações. Para ele, há uma divulgação seletiva de informações criminosas.

“Eu estou sendo execrado”, ressaltou o presidente.

Comentários do Facebook