Base de Maguito afunila em três nomes e escolha deve sair até o final do mês

Prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela (Foto: Reprodução)
Prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela (Foto: Reprodução)

O prefeito Maguito Vilela promoveu nova reunião no final da tarde desta segunda-feira, dia 7, com os pré-candidatos a prefeito da sua base política. Há menos de sete meses para as eleições, o prefeito intensifica as artitucalações para a escolha do nome que vai representar o grupo na disputa eleitoral em Aparecida de Goiânia.

Segundo o jornalista Ronaldo Coelho, conforme publicado no Aparecida 365, Maguito disse na reunião que está na hora de começar o afunilamento, falou do alto custo da campanha e de uma pesquisa qualitativa que teve conhecimento em que ficou constatado que todos eles ainda são pouco conhecidos da população, o que levou os pré-candidatos a cobrarem rapidez na definição.

Euler de Morais deu seu pitaco

Secretário de Governo e Integração Institucional, Euler de Morais sugeriu que o prefeito defina o nome até o final de março já que muitos pré-candidatos são secretários municipais e devem se desincompatibilizar do cargo até o dia 2 de abril.

Ezizio Barbosa e Euler de Morais (Foto: Montagem)
Ezizio Barbosa e Euler de Morais (Foto: Montagem)

O vereador e presidente municipal do PMDB, Ezizio Barbosa, propôs o afunilamento em três pré-candidatos até o final do mês, deixando a escolha do nome para um pouco depois.

De acordo com o jornalista Ronaldo, da reunião nada ainda ficou definido, mas a expecativa é de que a base do prefeito caminhe para a definição até o final de março. Presidente a Câmara Municipal, Gustavo Mendanha, mesmo não tendo obrigação de se desincopmpatibilizar do cargo, disse após o encontro que deseja que o nome seja escolhido logo, até o final do mês. Jórios Rios, secretário de Administração, seguiu o coro e cobrou definição rápida do processo.

“Quanto mais tempo demorar mais difícil fica de curar as feridas”, disse Ezizio Barbosa.

Outro que defende a definição no nome do candidato a prefeito o mais rapidamente possível é Adriano Montovani. Ele é o único nome do PT e admite que dificilmente será o escolhido porque Maguito já avisou que o cabeça de chapa será do PMDB. Mesmo assim, Adriano garante que vai se desincompatibilizar do cargo de Secretário Municipal do Trabalho, Emprego e Renda até o dia 2 de abril. Fazendo parte do jogo, Adriano quer ser o indicado por Maguito como candidato a vice.

Vereador Gustavo Mendanha e secretários Euler de Morais e Valéria Pettersen (Foto: Montagem)
Vereador Gustavo Mendanha e secretários Euler de Morais e Valéria Pettersen (Foto: Montagem)

Mario Vilela recua

Além dos nomes já citados acima, os secretários Mário Vilela (Infraestrutura e Obras) e Rodrigo Caldas (Desenvolvimento Urbano) participaram do encontro. Durante a reunião, Mário Vilela reafirmou que não é mais pré-candidato. Rodrigo Caldas já havia dito a mesma coisa em outras ocasiões.

A secretária de Projetos e Captação de Recursos, Valéria Pettersen, estava em Brasília e, por isso, não participou da reunião. Já o vereador Edilson Ferreira, também ausente, dá sinais claros de que é mesmo candidato a vereador novamente.

Jórios Rios e Ezizio Barbosa ainda estão no páreo, mas já é ponto pacífico entre o grupo que houve um afunilamento natural e que apenas três nomes hoje estariam, de fato, na lista de pré-candidatos a prefeito pela base de Maguito Vilela: O vereador Gustavo Mendanha e os secretários Euler de Morais e Valéria Pettersen.

Comentários do Facebook