Blog do CoelhoO termo “Bolsonaro frita Moro” aumentou 2.800% na busca do Google. É o que afirma o jornal o Estadão.

Já no Google Trends, o aumento repentino ocorreu entre os dias 16 a 22 de junho de 2019. Em agosto voltou a ter buscas, mas de lá para cá, caiu drasticamente.

O interessante é que a busca “Bolsonaro frita Moro” se concentra 99% no estado de São Paulo.

Dúvida no ar

Desde março do ano passado, paira no ar uma dúvida sobre se o ministro da Justiça Sérgio Moro ficou ou não no governo Bolsonaro.

As dúvidas aumentaram após o presidente não aceitar a nomeação de Ilona Szbó, indicação de Moro, para integrar o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária da Justiça.

Moro não gostou

Apoiadores de Bolsonaro criticaram a indicação. Ocorreu uma repercussão negativa em alguns segmentos da sociedade e o nome dela teve quer riscado.

O fato não agradou Sérgio Moro.

Ilona Szabó é especialista em segurança pública e política de drogas, além de diretora-executiva do Instituto Igarapé.


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

 

Comentários do Facebook