Bolsonaro promete cortar verba pública da Parada Gay

Filho de Bolsonaro promete cortar verbas públicas para a Parada Gay |Foto: Divulgação
Filho de Bolsonaro promete cortar verbas públicas para a Parada Gay |Foto: Divulgação

Filho do Deputado Federal Jair Bolsonaro (PSC-SP) e candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro, o Deputado Estadual Flávio Bolsonaro (PSC-RJ) disse que, se eleito, não pretende destinar verbas públicas para a realização da Parada Gay, como faz a atual administração da cidade.

Ao Jornal Extra, Flávio afirmou que a cidade está “numa situação financeira muito difícil” e que não vê sentindo em investir no evento.

“A Parada Gay, de forma alguma, vai ser proibida. Agora, não vai ter um centavo de dinheiro público. Vou perguntar para a população do Rio: ‘Se a gente tiver um real, você prefere investir na Parada Gay ou na compra de remédio para o hospital?’ Este evento se mantém sozinho, ele não precisa de dinheiro público”, declarou o candidato.

publicidade

LEIA MAIS: ornalistas são agredidos durante manifestação anti-Temer

Bolsonaro também destacou que pretende extinguir a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual, criada por Eduardo Paes (PMDB-RJ), e promete a elaboração de uma Secretaria de Direitos Humanos que prestará atenção, segundo o deputado estadual, para vítimas de todo tipo de crime.

“A sociedade não mais tolera o uso da nobre expressão ‘direitos humanos’ como um escudo para proteção de malfeitores e criminosos enquanto a vítima do crime resta desamparada pelos governantes”, afirma, em seu programa de governo.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram eTwitter