Jair Bolsonaro decide sair do PSL após turbulências

Caso a saída seja oficializada, será a 9ª troca de partido em sua carreira política

Eleitores de Bolsonaro se arrependem: dados apontam que esses 25% não votariam no presidente novamente caso a eleição fosse hoje | Foto: Marcos Corrêa / PR
Presidente Jair Bolsonaro (PSL) | Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente Jair Bolsonaro decidiu deixar o PSL, partido pelo qual foi eleito em 2018.

De acordo com informações da revista “Veja”, aliados mais imediatos do presidente já foram informados da decisão.

Caso a saída seja oficializada, será a 9ª troca de partido em sua carreira política.

Após semanas turbulentas, a relação de Bolsonaro com o partido se tornou insustentável nessa terça, 8, quando ele afirmou a um apoiador, na saída do Palácio da Alvorada: “esquece o PSL”.

Ele também afirmou que o presidente do partido, o deputado federal Luciano Bivar, “está queimado pra caramba”.

Bivar, em resposta ao comentário, afirmou à jornalista Andréa Sadi que o Bolsonaro já estaria afastado do PSL.

“A fala dele foi terminal, ele já está afastado. Não disse para esquecer o partido? Está esquecido”, disse.

Delegado Waldir

Deputado federal Delegado Waldir Soares (PSL) | Foto: Folha Z
Deputado federal Delegado Waldir Soares (PSL) | Foto: Folha Z

Líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir também repercutiu negativamente as falas do presidente.

“Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo? As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também”, disse ele nessa terça, 8.

Na sequência, ele ainda argumentou que “candidatos majoritários, como o presidente, governadores e senadores, têm liberdade para trocar de partido quando quiserem”.

PSL dá sinais de quem será 1 dos adversários do MDB em Aparecida


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook