Presidente Jair Bolsonaro faz transmissão ao vivo para rede sociais | Foto: Marcos Corrêa/PRMarcos Corrêa/PR
Presidente Jair Bolsonaro faz transmissão ao vivo para rede sociais | Foto: Marcos Corrêa/PRMarcos Corrêa/PR

Durante live na 5ª feira (11), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que vetará a prorrogação do auxílio emergencial da covid-19 caso o valor seja mantido em R$ 600 pelo Congresso Nacional.

Na semana passada, o Ministério da Economia informou que já planeja mais 2 parcelas do benefício, mas com valor de R$ 300 apenas.

Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, advogou em entrevistas pela manutenção dos atuais R$ 600 mensais.

Para Bolsonaro, caso o Congresso altere a proposta para aumentar o valor, sua decisão, “para que o Brasil não quebre”, será o veto.

“A gente não pode gastar mais R$ 100 bilhões. Se nós nos endividarmos muito, a gente extrapola nossa capacidade de endividamento”, afirmou.

O presidente estima que, somando gastos com o auxílio emergencial, despesas de saúde,  socorro a Estados e municípios e outras iniciativas, o Tesouro Nacional já tenha gasto R$ 1 trilhão.

Calendário

Também na transmissão, o presidente sinalizou que deverá ser divulgado na semana que vem o calendário de pagamento da 3ª e, por enquanto, última parcela prevista de R$ 600 para o auxílio emergencial.

Pagamento da 2ª parcela do auxílio termina no sábado (13)


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook