Prédio da Câmara de Aparecida é vizinho da Unidade de Inspeções e Análise de Projetos do Corpo de Bombeiros no Residencial Maria Luíza | Foto: Folha Z
Prédio da Câmara de Aparecida é vizinho da Unidade de Inspeções e Análise de Projetos do Corpo de Bombeiros no Residencial Maria Luíza | Foto: Folha Z

O prédio da Câmara de Aparecida de Goiânia, no Residencial Maria Luíza, foi reprovado em vistoria do Corpo de Bombeiros.

De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo Folha Z, a sede da Câmara “está irregular perante os bombeiros”.

A fala é do comandante do 7° Batalhão Bombeiro Militar major Marcos Vinícius.

Segundo ele, um laudo da vistoria realizada em fevereiro de 2019 será repassado ao presidente da Casa Vilmar Mariano (MDB) em reunião no decorrer da semana.

Assim, a Câmara terá um prazo prorrogável de 30 dias para solucionar as irregularidades.

Irregularidades

De acordo com o major, a vistoria do Corpo de Bombeiros é realizada anualmente, independentemente do tipo de edificação.

No entanto, só há interdição “quando a estrutura está abalada e pode cair a qualquer momento”, relatou.

Dessa maneira, o prédio pode continuar funcionando enquanto são realizados os reparos.

Em relação à sede da Câmara de Aparecida, a principal preocupação dos bombeiros é a saída de emergência.

“Vamos levar um corpo técnico para medir a distância que as pessoas têm que percorrer para sair do prédio no caso de emergência”, disse o major.

Além disso, o comandante pretende realizar um treinamento para situações de emergência com todo o pessoal da Casa.

Essa não é a primeira vez que os bombeiros negam o alvará de funcionamento para a sede do Legislativo aparecidense.

O atual prédio, alugado, é utilizado desde fevereiro de 2018.

Mas a Pedra Fundamental da nova sede da Câmara de Aparecida já foi lançada em dezembro do ano passado.

O futuro endereço da Câmara será na Rua Berna, no Setor Central Park.

Por isso mesmo os bombeiros sugerem medidas paliativas para serem realizadas na atual sede, que é apenas provisória.

Preocupação

Funcionários preocupados com as condições das instalações da Casa relataram ao Folha Z supostas ameaças à estrutura do local.

Infiltrações em paredes próximas a instalações elétricas são uma das principais fontes de temor.

Uma das fontes ouvidas pela reportagem relatou que a preocupação só aumentou após a tragédia que vitimou 10 adolescentes no Centro de Treinamento do Flamengo no dia 8 de fevereiro.

Os corredores que dão acesso aos gabinetes dos vereadores também tiram o sono de quem precisa passar pelo local diariamente.

Segundo os entrevistados, que preferiram não revelar suas identidades, são corredores compridos, com apenas uma saída.

As janelas, que poderiam oferecer uma alternativa de fuga em caso de emergência, são muito altas e praticamente inacessíveis em caso de incêndio.

Outro lado

Por meio de nota da sua assessoria de imprensa, a Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia afirmou que “as adaptações e correções estruturais já foram repassadas ao locatário”.

Segundo o texto, a Casa cobrará que as medidas sejam tomadas o mais rápido possível, até mesmo antes do prazo concedido pelos bombeiros.

Confira a íntegra da nota:

“Sobre as irregularidades na estrutura da sede do poder legislativo municipal, apontadas em laudo do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás, a Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia informa que as adaptações e correções estruturais já foram repassadas ao locatário, para que ele possa tomar as devidas providências, uma vez que o prédio é alugado. Ademais, a Câmara, de maneira recorrente, cobra que todas as medidas sejam realizadas o mais rápido possível, apesar do Corpo de Bombeiros ter dado um prazo de 30 dias. O poder legislativo aparecidense afirma que sua regularização acontecerá em breve.”

Pesquisa aponta os 10 Mais influentes de Aparecida


Quer receber notícias dos bastidores da política de Aparecida?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos da cidade.

Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook