Deputado Bruno Peixoto (MDB) rasgou ofício enviado pela empresa Enel na tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta terça, 26 | Foto: Valdir Araújo
Deputado Bruno Peixoto (MDB) rasgou ofício enviado pela empresa Enel na tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta terça, 26 | Foto: Valdir Araújo

O deputado estadual Bruno Peixoto (MDB) rasgou um ofício enviado pela empresa Enel durante fala na tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta terça, 26.

O documento foi enviado a Peixoto e ao presidente da Casa, Lissauer Vieira (PSB).

Por meio do ofício, a empresa notifica os parlamentares de que eles serão responsabilizados pessoalmente “por todas e quaisquer perdas e danos e prejuízos, diretos e indiretos” que “venham a sofrer em decorrência da rescisão do contrato de concessão e ‘encampação’ do serviço”.

Líder do Governo, Bruno afirmou que o projeto de encampação da Enel é um direito do Legislativo goiano.

“Eu acabei de ser notificado judicialmente pela Enel, por meio do seu advogado, numa clara tentativa de nos intimidar”, criticou.

Para Peixoto, “a Enel tinha que ter é vergonha dessa calamidade e desse desrespeito”.

“Olha aqui, Lúcio Flávio [presidente da OAB e advogado da Enel], o que eu faço com essa notificação judicial, olha aqui”, disse Bruno, rasgando o papel que estava em sua mão.

Caiado critica Enel e convoca protesto em frente à empresa


Quer receber notícias da política de Goiás?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos do Estado.

É só seguir a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook