De novo: Cachoeira sai da prisão sem tornozeleira eletrônica

Foto: divulgação
Carlos Cachoeira deixou a prisão sem tornozeleira eletrônica (Foto: Reprodução)

E a novela continua. O empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, além do dono da empresa Delta, Fernando Cavendish, e de Adir Assad, Cláudio Abreu e Marcelo Abbud foram liberados da prisão no início da manhã desta segunda-feira (11), no Rio de Janeiro.

Decisão do Superior Tribunal de Justiça determinou que eles deixassem o presídio Pedrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, com tornozeleiras eletrônicas. Porém, como o Estado não tinha o material, a Justiça Federal do Estado admitiu que eles cumprissem prisão domiciliar sob monitoramento de agentes da Polícia Federal.

LEIA MAIS: Vereador e assessor estavam em carro da prefeitura envolvido em acidente com um morto em Goiânia

publicidade

Preso no final de junto nas sua casa em condomínio de luxo em Goiânia, Cachoeira é suspeito na Operação Saqueador, que investiga esquema de lavagem de R$ 370 milhões desviados dos cofres públicos por contratos de obras públicas realizadas pela construtora Delta.

Caso Bianca Toledo

Outro que estava preso e acabou liberado sem tornozeleira eletrônica foi o pastor Felipe Heiderich, ex-marido da também pastora Bianca Toledo e suspeito de abusar sexualmente do enteado de cinco anos de idade.

LEIA MAIS: Senador Magno Malta diz que pastor abusava do filho de Bianca Toledo e pede prisão perpétua