Vereadores de Aparecida querem obrigar a Saneago a instalar um dispositivo que elimina o ar na medição do consumo de água nas residências da cidade.

A matéria foi apresentada 2 vezes perante a Casa: uma na última sessão legislativa de 2018 e outra na volta do recesso.

Com isso, a propositura mais recente, de Isaac Martins (PR), foi retirada.

Agora, Isaac e William Panda (PCdoB) apresentarão um novo projeto conjunto sobre a questão.

Isaac Martins (PR) e William Panda (PCdoB) | Foto: Divulgação / Câmara
Isaac Martins (PR) e William Panda (PCdoB) | Foto: Divulgação / Câmara

PL

A ideia do Projeto de Lei (PL) é evitar que a conta de água fique mais cara por conta do ar registrado pelo medidor.

“Os consumidores de água são vítimas da cobrança indevida em suas contas de água, pois os hidrômetros registram a passagem de água e ar indistintamente”, explicou Isaac.

Caso a nova legislação seja aprovada, novos hidrômetros instalados na cidade já deverão conter o dispositivo.

Além disso, a Saneago terá prazo de 1 ano para realizar e custear a instalação do equipamento nos hidrômetros já existentes.

“Testes já foram realizados e chegaram a um índice de cerca de 35% de redução nos valores cobrados indevidamente nas contas de água”, destacou o autor da proposta.

Maus-tratos a animais: multas irão para Hospital Veterinário de Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook