Alego votará congelamento da tarifa caso não haja melhorias no transporte

Sem melhorias no transporte, aumentos na tarifa podem ser proibidos | Foto: RMTC
Sem melhorias no transporte, aumentos na tarifa podem ser proibidos | Foto: RMTC

Projeto apresentado à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) pretende congelar qualquer aumento na tarifa do transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia.

A proposta é da deputada Isaura Lemos (PCdoB) e visa condicionar os reajustes às melhorias previstas no contrato de concessão que deveriam ser implantadas.

Na justificativa, a deputada afirma que as alterações propostas pela Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) com o objetivo de apresentar melhorias no transporte coletivo nunca foram colocadas em prática.

publicidade

“O ano anterior [2017] foi marcado por discussões, propostas e acordos, porém a única certeza que o usuário de transporte coletivo da Região Metropolitana teve foi de novos reajustes na tarifa”, disse.

LEIA MAIS: Deputado propõe título de cidadã goiana para cantora Joelma

Segundo a parlamentar, o sistema ainda precisa de avanços na segurança dos terminais, número de ônibus em circulação, linhas e qualidade nos serviços oferecidos à população goiana.

Deputada estadual Isaura Lemos (PCdoB) | Foto: Alego
Deputada estadual Isaura Lemos (PCdoB) | Foto: Alego

“O que se viu foi apenas um reajuste tarifário de 30 centavos, elevando o preço da tarifa para 4 reais, deixando evidente que está sendo cobrado um valor desproporcional pelo serviço ofertado”, argumentou Lemos.

O projeto, que pode ser conferido online, é analisado pela Secretaria de Apoio Legislativo.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter