Daniel Vilela quer ser presidente do PMDB e responde José Nelto: “Falta de tempo não é o problema”

Daniel, filho do prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela, coloca seu nome à disposição do PMDB / Foto: divulgação
Daniel, filho do prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela, coloca seu nome à disposição do PMDB / Foto: divulgação

O deputado federal Daniel Vilela, filho do prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela, anunciou no final do dia ontem, 21, candidatura à Presidência do Diretório do PMDB em Goiás. A oficialização ocorreu durante reunião da executiva da legenda. O parlamentou solicitou a definição dos critérios de uma eventual disputa. O deputado estadual José Nelto já havia anunciado candidatura.

 Daniel Vilela defendeu que o partido concentre forças nas eleições de 2016. “Temos diretórios e comissões provisórias em todo o Estado. Temos companheiros dispostos a concorrer na eleição do ano que vem e a missão do diretório estadual é fornecer a eles projetos centrados no ideário do PMDB, de melhoria da vida da população”, afirma o parlamentar.

Deputado federal mais bem votado pelo partido, com mais de 179 mil votos, Daniel Vilela é também vice-líder da bancada na Câmara. “Nossa atuação em Brasília é um trunfo para o diretório no Estado”, afirmou o parlamentar.

Para José Nelto, novo presidente do PMDB de Goiás tem que fazer oposição ferrenha ao governo do Estado / Foto: divulgação
Para José Nelto, novo presidente do PMDB de Goiás tem que fazer oposição ferrenha ao governo do Estado / Foto: divulgação

Daniel rebate críticas de José Nelto

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

Rebatendo o deputado José Nelto, o Daniel afirmou que terá tempo suficiente para se dedicar às bases eleitorais para a disputa de 2016. “As sessões da Câmara dos Deputados são praticamente nos mesmos dias e horários das da Assembleia. E Brasília fica no meio de Goiás. Não há que se falar em falta de tempo. Até porque já usamos os finais de semana para rodar o Estado para ouvir os companheiros e foi daí que vimos a necessidade de concorrer à Presidência do diretório”, afirma.

Para Nelto, o novo presidente do PMDB goiano tem que fazer oposição forte e consistente ao governo do Estado. Ele acredita que Daniel, que pretende disputar o governo de Goiás em 2018, “não terá coragem de enfrentar o desgaste de ser presidente do partido”.